Seminário Internacional de Gás Natural no Rio tem participação de representantes de Campos

Temas prioritários para a agenda do setor são debatidos com presença dos principais stakeholders

Gestores da área de petróleo e energia da Prefeitura de Campos participam nesta quarta e quinta-feira (11), da 20ª edição do Seminário Internacional de Gás Natural que acontece na cidade do Rio, para debate de temas de relevância estratégia para o setor, com ênfase na competitividade e sustentabilidade. Participam do evento, promovido pelo Instituto Brasileiro de Petróleo e Gás (IBP), autoridades municipais, estaduais e federais, além de dirigentes de empresas e entidades do setor.

O secretário de Petróleo, Energia e Inovação, Marcelo Neves, e o Subsecretário da pasta, José Alair Almeida, junto gestores e técnicos da Secretaria Estadual de Energia e Economia do Mar – Daniel Lamassa, Subsecretário de Energia do Estado do Rio e Jorge Sequeira, Diretor de Relações Institucionais do IBP -, participam de networking qualificado com novas oportunidades de projetos, parcerias e importantes alianças estratégicas em um ambiente de negócios em transformação.

Marcelos Neves informa que o Seminário Internacional Gás Natural ocorre bienalmente com temas prioritários na agenda do setor de gás natural no Brasil e com a presença dos principais stakeholders de toda a cadeia de valor.

“Stakeholders são grupos que, de alguma forma, apresentam interesse nos projetos, atividades e resultados de organizações e, especificamente aqui no evento, são grupos formados por representantes de empresas do setor, bem como da imprensa especializada e de representantes de governos, tanto dos estados e municípios produtores de petróleo e gás natural, como de empresas brasileiras e estrangeiras da cadeia produtiva do petróleo e gás”, detalha o secretário Marcelo Neves.

O Subsecretário José Alair Almeida que é engenheiro do setor, egresso da Petrobras, destaca que o encontro entre empresas e agentes público do setor de desenvolvimento e da inovação é importante para promover o desenvolvimento.

“Estamos num ambiente com os maiores especialistas do setor que debatem os desafios e temas de relevância estratégica para o setor e apontam para as tendências sobre o futuro da indústria do petróleo e da energia, com o surgimento de propostas para soluções para o amplo desenvolvimento do segmento de gás natural”, observa Alair Almeida.

Nesta quarta-feira (10), um dos destaques em debate foi a evolução do mercado de gás natural no Brasil e seu papel na transição energética. O presidente do Instituto Brasileiro de Petróleo e Gás Natural, Roberto Ardenghy, destacou que o Brasil deu passos relevantes desde a aprovação da Lei do Gás, que regulamentou a abertura do mercado há dois anos.

“Hoje, o gás tem um papel fundamental no desenvolvimento da matriz energética brasileira”, ressaltou o presidente do IBP, que analisou que a decisão da Petrobras de criar uma diretoria de Transição Energética e Energias Renováveis também envolvendo o gás natural fortalece o papel de destaque do combustível no movimento de transição.

Já o diretor de Transição de Energética da Petrobras, Maurício Tolmasquim, avaliou que “o gás é um elemento de descarbonização importante na indústria de óleo e gás, e também no setor elétrico, mas que ainda existem desafios importantes, entre eles a necessidade de atingir um preço mais competitivo”.

O NABALANCANF APENAS REPOSTA A NOTÍCIA QUE SE FEZ PÚBLICA SEM TECER QUALQUER COMENTÁRIO A RESPEITO DA MATÉRIA OU SE RESPONSABILIZAR PELA MESMA. TEM O CUNHO MERAMENTE INFORMATIVO.
Fonte
JORNAL TERCEIRA VIA

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

5 × 2 =

Especialista

Olá! você têm alguma dúvida?