Semana Nacional de Arquivos: Eventos na Academia Campista de Letras amanhã e quarta

Promovido pelo Arquivo Público Municipal, evento será marcado pelo Ciclo de Palestras “A Campos dos Goytacazes do centenário de Waldir Pinto de Carvalho”

O Arquivo Público Municipal Waldir Pinto de Carvalho (APMWPC), equipamento da Fundação Cultural Jornalista Oswaldo Lima (FCJOL), realizará nesta terça (06) e quarta (07), na Academia Campista de Letras, no Jardim São Benedito, o Ciclo de Palestras “A Campos dos Goytacazes do centenário de Waldir Pinto de Carvalho”. Aberto ao público, o evento marcará a participação do Arquivo na 7ª Semana Nacional de Arquivos, promovida pelo Arquivo Nacional, por meio do Conselho Nacional de Arquivos (Conarq), com o tema “Arquivos – Territórios de Vidas”.
“Sempre participamos da Semana Nacional de Arquivos. Este ano, para celebrarmos o centenário do escritor Waldir Carvalho que, desde 2011 dá nome ao Arquivo de Campos, vamos promover um clico de palestras em que professores estudiosos de sua obra falarão um pouco do legado deixado por Waldir. Esperamos pela comunidade”, convida a coordenadora do Arquivo, Rafaela Machado.
SEMANA NACIONAL DE ARQUIVOS – A Semana, tradicionalmente, tem como referência o 9 de junho, Dia Internacional dos Arquivos, assim proclamado na Assembleia Geral do Conselho Internacional de Arquivos (International Council on Archives – ICA), em 2007. O marco fundamenta-se na data de criação do próprio ICA, pela Unesco, em 1948.
CICLO DE PALESTRAS: “A CAMPOS DOS GOYTACAZES DO CENTENÁRIO DE WALDIR PINTO DE CARVALHO” – ACADEMIA CAMPISTA DE LETRAS
DIA 6 – TERÇA – 16h às 18h30
Abertura (16h): “Se não me trai a memória: uma análise das crônicas de Waldir Pinto de Carvalho sob o prisma da memória coletiva”.
Victor Miranda – Pedagogo, professor, especialista em Literatura, memória cultural e sociedade e Mestre em Cognição e Linguagem.
Mesa 1 (17h): “A Cavalhada de Santo Amaro e as Memórias de Waldir Pinto de Carvalho”
Gisele da Silva Gonçalves – Professora e Mestre em Políticas Sociais.
“A indústria açucareira na configuração socioespacial da baixada campista”
Luís Felipe Ferreira – Pesquisador e Historiador do Arquivo Público Municipal Waldir Pinto de Carvalho.
DIA 7 – QUARTA – 16h às 18h30
Mesa 2 (16h): “O Acadêmico e o memorialista: provocador de estudos acadêmicos”
Hélio Coelho – Professor e acadêmico da Academia Campista de Letras.
“Alberto Lamego e os memorialistas campistas”
Genilson Soares – Presidente do Instituto Histórico e Geográfico de Campos.
Encerramento (17h30): “Costurando histórias” de “Nossa terra, Nossa gente”: a Campos do Waldir.
Maria Catharina Prata – Professora Doutora em Ciências da Arquitetura na área de pesquisa de “Patrimônio, Teoria e Crítica da Arquitetura”, UFRJ (2018). Docente de Arquitetura no Instituto Federal Fluminense (IFF), desde 2011.
O NABALANCANF APENAS REPOSTA A NOTÍCIA QUE SE FEZ PÚBLICA SEM TECER QUALQUER COMENTÁRIO A RESPEITO DA MATÉRIA OU SE RESPONSABILIZAR PELA MESMA. TEM O CUNHO MERAMENTE INFORMATIVO.
Fonte
PREFEITURA DE CAMPOS

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

onze − sete =

Especialista

Olá! você têm alguma dúvida?