Homem que matou esposa com mais de 30 facadas é condenado a 19 anos de prisão

Wellington de Sousa Lopes, conhecido por “Salcicha”, foi condenado pelo Tribunal do Júri do Núcleo Bandeirante à pena de 19 anos e seis meses de prisão, em regime inicial fechado, por matar a esposa Adriana Maria de Almeida Lopes, com pelo menos 30 facadas.

De acordo com o processo, no dia 29 de setembro de 2019, entre 7h e 9h25, no apartamento do casal, localizado no Setor Placa das Mercedes, no Núcleo Bandeirante/DF, o réu matou a vítima, sua esposa, por razões da condição de sexo feminino, em contexto de violência doméstica e familiar, bem como por motivo torpe e emprego de meio cruel.

Os jurados reconheceram a materialidade e a autoria do delito, todas as qualificadoras e não absolveram o réu. Wellington foi condenado com base no artigo 121, § 2º, incisos I, III e VI, c/c § 2°-A, inciso I, do Código Penal.

O Juiz Presidente do Júri destacou que o réu tem condenação anterior pela prática de contravenção penal no contexto da Lei Maria da Penha e ainda ressaltou as consequências do crime, uma vez que a vítima e o acusado tinham filho em comum de quatro anos de idade. “A vítima deixa filho pequeno que será privado de assistência financeira e afetiva, agravada pela ausência do pai e pelas graves consequências psicológicas que se sabem sofrerem os órfãos do feminicídio, como é o caso ora em análise”, declarou o Juiz.

Wellington não poderá recorrer em liberdade.

Acesse o PJe1 e confira o processo: 0703191-46.2019.8.07.0011

O NABALANCANF APENAS REPOSTA A NOTÍCIA QUE SE FEZ PÚBLICA SEM TECER QUALQUER COMENTÁRIO A RESPEITO DA MATÉRIA OU SE RESPONSABILIZAR PELA MESMA. TEM O CUNHO MERAMENTE INFORMATIVO.
Fonte
TJDFT

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

15 + catorze =

Especialista

Olá! você têm alguma dúvida?