VISA em Campos atenta à proibição de uso de pomada capilar

A portaria, que determinou a apreensão pelas Vigilâncias Municipais dos produtos da empresa Microfarma, foi publicada este mês pela Secretaria de Estado de Saúde

O Departamento de Vigilância Sanitária (VISA), em Campos, está atento à Portaria 143/2023, publicada no Diário Oficial do Estado do Rio de Janeiro, que determinou a apreensão pelas Vigilâncias Municipais de todos os produtos da empresa Microfarma Indústria e Comércio LTDA, fabricante de pomadas modeladoras de cabelo, entre elas, a Cassu Braids.
A portaria, publicada em 4 de janeiro deste ano pela Secretaria de Estado de Saúde (SES), proíbe também a venda da pomada em todo o estado do Rio, por estar relacionada a casos de queimaduras e intoxicação.
Segundo a assessora chefe da VISA, Vera Cardoso de Melo, a determinação ocorreu após investigação realizada pela Vigilância do município do Rio de Janeiro sobre os efeitos indesejáveis causados por produtos para trançar cabelos, inclusive, cegueira temporária.
“Os registros de casos relacionados ao uso de produtos para trançar e modelar os cabelos têm sido apresentados na imprensa nacional e notificados à Agência Nacional de Vigilância Sanitária 9Anvisa)”, disse.
Cerca de 200 pessoas, até o momento, procuraram hospitais com danos oculares provocados pelo uso da pomada de cabelo. A Anvisa ainda está trabalhando para identificar qual componente estaria causando o problema. “Vale lembrar às pessoas para sempre optarem por produtos regularizados pela Anvisa, ficando atentas ao modo de uso indicado na embalagem”, acrescentou Vera.
O NABALANCANF APENAS REPOSTA A NOTÍCIA QUE SE FEZ PÚBLICA SEM TECER QUALQUER COMENTÁRIO A RESPEITO DA MATÉRIA OU SE RESPONSABILIZAR PELA MESMA. TEM O CUNHO MERAMENTE INFORMATIVO.
Via
Por: Da Redação - Foto: Divulgação / VISA
Fonte
PREFEITURA DE CAMPOS

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

3 × dois =

Especialista

Olá! você têm alguma dúvida?