Tribunal Pleno vota lista tríplice para o TRE

Os desembargadores do Tribunal de Justiça do Estado do Rio de Janeiro iniciaram, nesta segunda-feira (23/1), a votação para composição da lista tríplice para o preenchimento de uma vaga de membro titular do Tribunal Regional Eleitoral do Rio de Janeiro – Classe Jurista, em razão do término do primeiro biênio da Dra. Kátia Valverde Junqueira, em 17 de novembro de 2022.

São candidatos:  Katia Valverde Junqueira, Marcus Henrique Niebus Steele e Rafael Cunha Kullmann.

A votação está sendo realizada em ambiente eletrônico por meio do sistema eVOTO no período de 23 a 25 de janeiro de 2023, em primeiro escrutínio. Havendo necessidade de nova votação, caso não alcançado o quórum necessário para que o(s) candidato(s) integre(m) a lista, o novo escrutínio será realizado no período de 26 a 30 de janeiro de 2023, através do sistema eVOTO, estabelecido o número máximo de 5 (cinco) votações/escrutínios.

A escolha dos nomes dos candidatos está sendo submetida a escrutínio bifásico, na forma do art. 12-A do Regimento Interno do Tribunal de Justiça do Estado do Rio de Janeiro, através da votação de 2 (dois) quesitos, sendo o 1º para apreciação do preenchimento dos requisitos para o exercício do cargo, mediante votação nominal, aberta e fundamentada (Quesito 1), e o 2º, para a escolha dos nomes que comporão a lista tríplice, mediante votação secreta (Quesito 2). Tratando-se de lista tríplice, cada Desembargador vota em até 3 nomes.

O presidente do TJRJ, desembargador Henrique Carlos de Andrade Figueira, convocou sessão híbrida do Tribunal Pleno para o dia 30 de janeiro, às 11h, para a composição da lista tríplice para o preenchimento da vaga de membro titular do Tribunal Regional Eleitoral do Rio de Janeiro – Classe Jurista.

Confira o relatório parcial da votação nos links Visualização parcial quesito 1 (PDF) e Visualização parcial quesito 2 (PDF)

 

O NABALANCANF APENAS REPOSTA A NOTÍCIA QUE SE FEZ PÚBLICA SEM TECER QUALQUER COMENTÁRIO A RESPEITO DA MATÉRIA OU SE RESPONSABILIZAR PELA MESMA. TEM O CUNHO MERAMENTE INFORMATIVO.
Fonte
TJRJ

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

quatro × quatro =

Especialista

Olá! você têm alguma dúvida?