TJSP na Mídia: Sala de escuta especial é destaque no jornal SBT Brasil

Atendimento à vítima de abuso sexual infantil.
O jornal SBT Brasil veiculou ontem (16) reportagem sobre a melhora do Brasil em ranking mundial que apura a punição em casos de abuso sexual infantil. Um das razões, destacada na matéria, é o uso das salas de escuta especial para atender as vítimas. A repórter mostrou o trabalho realizado no Tribunal de Justiça de São Paulo nesta área. As salas têm um ambiente acolhedor e as vítimas são ouvidas somente por um psicólogo ou assistente social. O juiz, advogado e promotor de Justiça acompanham a oitiva na sala de audiência, por videoconferência.
Em entrevista, a juíza Gina Fonseca Corrêa, que atua no Setor de Atendimento de Crimes da Violência contra Infante, Idoso, Deficiente e Vítima de Tráfico Interno de Pessoas (Sanctvs), falou sobre o funcionamento das salas e como o trabalho contribui para que a criança apresente detalhes do fato. “É importante para entender se o crime de fato ocorreu, como foi e qual o grau de culpabilidade. Isso é relevante na dosimetria da pena”, disse a magistrada. A reportagem também conversou com Itamar Gonçalves, superintendente de advocacia da Childhood Brasil, organização de proteção aos direitos da infância e responsável pelo levantamento apresentado na reportagem.

Comunicação Social TJSP – GC (texto) / AD (arte)
imprensatj@tjsp.jus.br
O NABALANCANF APENAS REPOSTA A NOTÍCIA QUE SE FEZ PÚBLICA SEM TECER QUALQUER COMENTÁRIO A RESPEITO DA MATÉRIA OU SE RESPONSABILIZAR PELA MESMA. TEM O CUNHO MERAMENTE INFORMATIVO.
Fonte
TJSP

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

15 − seis =

Especialista

Olá! você têm alguma dúvida?