Supremo reabre ao público exposição em memória aos ataques de 8/1

A mostra poderá ser visitada nesta sexta-feira (2) e na segunda-feira (5), das 13h às 17h, no térreo do Edifício-Sede.

O Supremo Tribunal Federal (STF) reabrirá para visitação, nesta sexta-feira (2) e na segunda-feira (5), a exposição “Após 8 de janeiro: Reconstrução, memória e democracia”. A mostra foi inaugurada pelo presidente da Corte, ministro Luís Roberto Barroso, no último dia 8, em memória aos atos antidemocráticos realizados contra as sedes dos Três Poderes no ano passado.

Aberta ao público para visitação no dia seguinte (9), a exposição recebeu mais de 300 de pessoas. A iniciativa é voltada à preservação da memória institucional do STF.

O visitante poderá ver cenas que simbolizam a resistência do STF para reconstruir o Plenário vandalizado e retomar as atividades normais da Casa para a sessão solene de abertura do Ano Judiciário 2023, menos de um mês após os atentados. Na mostra estão representados todos os esforços das equipes envolvidas na reconstrução e restauração do patrimônio do Supremo.

A exposição traz ainda o projeto “Pontos de Memória”, implementado logo após os atos antidemocráticos e que exibe peças danificadas, fragmentos decorrentes da violência e demais vestígios físicos do ataque, instaladas em locais de maior circulação de pessoas.

Mudança

Após esses dois dias de visitação, a exposição será levada ao Museu do STF, para mais um período de visitação, em data ainda não definida.

Serviço
Exposição: “Após 8 de janeiro: Reconstrução, memória e democracia”;
Visitação aberta ao público: sexta-feira (2) e segunda-feira (5), das 13h às 17h;
Local: térreo do Edifício-Sede do STF.

O NABALANCANF APENAS REPOSTA A NOTÍCIA QUE SE FEZ PÚBLICA SEM TECER QUALQUER COMENTÁRIO A RESPEITO DA MATÉRIA OU SE RESPONSABILIZAR PELA MESMA. TEM O CUNHO MERAMENTE INFORMATIVO.
Fonte
STF

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

9 − 1 =

Especialista

Olá! você têm alguma dúvida?