Resultado do processo seletivo para contratação de cuidadores e mediadores

Quem desejar apresentar recursos deverá protocolar suas razões de terça (9) a quinta-feira (11)

A Secretaria Municipal de Educação, Ciência e Tecnologia (Seduct) divulgou o resultado preliminar do Processo Seletivo Simplificado para contratação temporária de mediadores e cuidadores para a rede municipal de ensino. A relação dos candidatos classificados e desclassificados está publicada no Diário Oficial do município (AQUI), por meio da portaria COPSS Nº 01/2023.
Quem desejar apresentar recursos deverá protocolar suas razões de terça (9) a quinta-feira (11). “O candidato que desejar apresentar recurso deve preencher o formulário online no Portal do Programa de Aprendizagem Eficiente (PAE) (AQUI) de forma objetiva, imprimir e entregar presencialmente no Protocolo da Seduct”, informou o secretário de Educação, Marcelo Feres.
De sexta-feira (12) a terça-feira (16) será o período destinado para análise dos recursos protocolados. A publicação do resultado final e a 1ª convocação dos candidatos aprovados acontecerá em 19 de maio. A medida visa atender à Política Municipal de Atendimento à Educação Especial Inclusiva.
Foram disponibilizadas cerca de 200 vagas para mediadores com salário de R$ 1.538,00 e 80 vagas para cuidadores, com salário de R$ 1.437,27. “A seleção aconteceu por meio de prova de títulos e experiência profissional. A validade do processo é de 12 meses, podendo ser prorrogada por mais 12 meses”, afirmou o secretário.
A nova lei nº 9.145, de 05 de maio de 2022, que institui a Política Municipal de Atendimento para Educação Especial Inclusiva em Campos foi sancionada com o objetivo de assegurar o acesso, a permanência, a participação plena e a aprendizagem de bebês, crianças, adolescentes, jovens e adultos com deficiência, transtornos globais do desenvolvimento (TGD) e altas habilidades ou superdotação nas unidades escolares da rede municipal.
Coordenadora do Departamento de Educação Especial Inclusiva, Carolina do Carmo, explicou a diferença entre cuidador e mediador. “O cuidador presta atendimento aos alunos que necessitam de apoio no âmbito da alimentação, higiene, locomoção e atuação em todas as atividades escolares, visando atender suas necessidades básicas – fisiológicas, higiene e afetivas. E o mediador visa apoiar os professores das salas de ensino regular, no desenvolvimento do planejamento pedagógico e nas atividades pedagógicas dos educandos, público alvo da Educação Especial Inclusiva”, finalizou Carolina.
Segundo Marcelo Feres, um outro processo seletivo foi feito no ano passado e diversos mediadores e cuidadores já estão atuando na rede, porém, com o início do ano letivo de 2023, novas demandas estão sendo geradas.
“Neste ano letivo de 2023, observamos um aumento de alunos matriculados com Transtorno do Espectro Autista (TEA), por exemplo, e nossas equipes fizeram um levantamento das necessidades por unidade escolar, a fim de sabermos qual a real demanda para este ano. Além disso, já convocamos todos os aprovados do último edital. Infelizmente, muito desistiram ou não compareceram para a posse ou, ainda, não apresentaram toda a documentação exigida no edital, ficando inaptos para a contratação”, explicou Marcelo.
O NABALANCANF APENAS REPOSTA A NOTÍCIA QUE SE FEZ PÚBLICA SEM TECER QUALQUER COMENTÁRIO A RESPEITO DA MATÉRIA OU SE RESPONSABILIZAR PELA MESMA. TEM O CUNHO MERAMENTE INFORMATIVO.
Via
Por: Kamilla Uhl - Foto: Wellington Rangel
Fonte
campos.rj.gov

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

dois × 4 =

Especialista

Olá! você têm alguma dúvida?