Quissamã: Papo de Menina auxilia 600 alunas da rede municipal sobre a pobreza menstrual

Projeto foi lançado em novembro de 2021

A Prefeitura de Quissamã realizou, nesta quinta-feira (23), mais uma edição do projeto Papo de Menina, voltado para alunas da rede municipal de ensino, no auditório da Prefeitura. Cerca de 600 estudantes receberam produtos de higiene adequados para saúde menstrual e puderam assistir uma palestra motivacional com a psicóloga Caroline Maroquio. O evento faz parte da Campanha “Quissamã Protege: Não à violência contra a mulher”, elaborada pelo Gabinete da Prefeita.

O Papo de Menina acontece desde 2021 nas escolas do município e tem o objetivo de suprir a carência gerada pela pobreza menstrual de meninas acima dos 9 anos. Pela Secretaria de Educação, na edição desta quinta (23), houve distribuição gratuita de 1,2 mil absorventes higiênicos e 600 sabonetes íntimos para estudantes em situação de vulnerabilidade. Também houve entrega de 2,4 mil livretos educativos sobre Saúde da Mulher; Futuro da mulher no mercado de trabalho; Violência contra a Mulher; e Empoderamento Feminino.

O evento contou com participação da Prefeita Fátima Pacheco; do Chefe da Gabinete Luciano Lourenço, e Subchefe de Gabinete, Thamires Freitas; da Secretária de Educação, Helena Lima; da Coordenadora de Gestão Pedagógica, Joelma Passos, professoras, diretoras, entre outras autoridades municipais.

“A maior riqueza de Quissamã são os jovens. Por eles fazemos diversos investimentos ao longo desses anos, com reformas e novas unidades escolares, Programas Sociais, oportunidade de primeiro emprego, entre outros. Cuidamos desde a maternidade até a mulher idosa, com a melhor idade. E nossas meninas podem continuar estudando e sonhando, porque a família vai continuar prestando apoio. Que elas possam levar as mensagens do projeto também para dentro das suas casas, conversando com a mãe, com a avó”, comentou a Prefeita Fátima Pacheco.

Maroquio levou uma proposta de diálogo com o tema “Olhando o passado, refletindo o presente, vamos planejar um futuro melhor”, intermediada pela Coordenadora de Educação Básica, Mirela Menezes, que aborda as conquistas de mulheres em períodos anteriores, refletido sobre o presente e abordando uma percepção futura sobre os próximos avanços. Segundo a Secretária de Educação, Helena Lima, as temáticas abordadas nos livretos serão trabalhadas nas escolas durante as próximas edições.

“Além de cuidar da higiene, nossa proposta passa também pelo diálogo. Nada melhor que reforçar esses assuntos neste mês da mulher, em que abordamos essa discussão de uma forma mais forte, e levar as temáticas durante todo ano nas escolas. Essa força que nós mulheres temos desde quando somos jovens faz toda diferença. A gente precisa conversar cada vez mais sobre nós, sempre com diferentes tipos de profissionais”, ressaltou Helena.

A campanha “Quissamã Protege: Não à violência contra a Mulher”, que reforça as ações voltadas à proteção da mulher, acontece durante todo mês de março, com novos Projetos de Lei, homenagem, ações voltadas para a saúde da mulher, palestras e rodas de conversa.

“Toda cidade de Quissamã está empenhada na Campanha. Entendemos que nós temos que abraçar essa causa, enfrentar a violência contra a mulher e apoiar as mulheres que são vítimas. Então que todos possam nos apoiar e participar cada vez mais dos debates e eventos e que as meninas mais novas também sejam participantes desse projeto para nos ajudar a direcionar novas ações”, pontuou o Chefe de Gabinete, Luciano Lourenço.

O projeto
O Papo de Menina foi lançado em novembro de 2021, pela Secretaria Municipal de Educação, após identificada a evasão escolar temporária de um número significativo de estudantes meninas por conta da falta de absorvente. Desde então, a Prefeitura promove ações nas escolas sempre levando assuntos como saúde da mulher, empoderamento feminino, violência contra mulher, cidadania, entre outros.

Segundo levantamento da COGEP – Coordenação de Gestão Pedagógica, o projeto atende, em média, mais de 1,4 mil meninas matriculadas do primeiro e segundo segmento do Ensino Fundamental à EJA (Educação de Jovens e Adultos), que recebem mensalmente dois pacotes de absorvente e sabonete íntimo.

O NABALANCANF APENAS REPOSTA A NOTÍCIA QUE SE FEZ PÚBLICA SEM TECER QUALQUER COMENTÁRIO A RESPEITO DA MATÉRIA OU SE RESPONSABILIZAR PELA MESMA. TEM O CUNHO MERAMENTE INFORMATIVO.
Via
POR ASCOM
Fonte
JORNAL TERCEIRA VIA

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

catorze + dezessete =

Especialista

Olá! você têm alguma dúvida?