Quarteto que tentou assassinar mulher acusada de delatora é condenado no sul do Estado

Duas mulheres e dois homens foram condenados por tentativa de homicídio triplamente qualificada e participação em organização criminosa. As penas somadas ultrapassaram 50 anos de reclusão. A sessão iniciou na última terça-feira (18/4), às 8h30, e encerrou às 23h30 da última quarta-feira (19).

Segundo a denúncia, o crime aconteceu em janeiro de 2021 no local conhecido por “Lixão”, situado próximo ao mangue da localidade de Garopaba do Sul, em Jaguaruna. O grupo tentou matar a vítima por ela ter encaminhado um áudio às autoridades em que alertava sobre o envolvimento de dois réus no comércio de entorpecentes e outros crimes na região.

No dia dos fatos, a vítima caminhava pela rodovia SC-100 quando foi abordada por dois réus em um carro. Dali, foi levada ao encontro dos demais acusados. Ela tentou fugir, mas foi alcançada pelo grupo. A mulher foi atacada com pauladas, socos e chutes. A agressão teria sido filmada pelos denunciados.

O crime somente não se consumou porque a mulher não esboçava mais reação perante os ataques e o grupo acreditou que ela estivesse morta. Isso garantiu que ela recebesse apoio de populares e eficiente atendimento médico.

O Conselho de Sentença reconheceu que a tentativa de homicídio foi praticada, pelos quatro réus, por motivo fútil, meio cruel e mediante recurso que impossibilitou a defesa da vítima, além do crime de integrar organização criminosa atribuído a um homem e uma mulher.

As penas aplicadas variam entre 15 anos e 11 meses, 13 anos e sete meses, 11 anos e oito meses e nove anos e quatro meses, todas em regime inicial fechado. Aos quatro foi negado o direito de recorrer em liberdade. Da decisão cabe recurso ao TJSC.

O NABALANCANF APENAS REPOSTA A NOTÍCIA QUE SE FEZ PÚBLICA SEM TECER QUALQUER COMENTÁRIO A RESPEITO DA MATÉRIA OU SE RESPONSABILIZAR PELA MESMA. TEM O CUNHO MERAMENTE INFORMATIVO.
Via
Responsável: Ângelo Medeiros - Reg. Prof.: SC00445(JP)Imagens: Divulgação/TJSC
Fonte
TJSC

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

sete − seis =

Especialista

Olá! você têm alguma dúvida?