PRESIDENTE RICARDO CARDOZO TEM ENCONTRO COM JUÍZES DA BAIXADA FLUMINENSE PARA ANUNCIAR PLANOS DE GESTÃO DO TJ DO RIO

No encontro com juízes do 4º Núcleo Regional nesta sexta-feira (26/5), o presidente do Tribunal de Justiça do Estado do Rio de Janeiro, desembargador Ricardo Rodrigues Cardozo, declarou que a meta da sua gestão é fazer do TJRJ o melhor tribunal do país.

“O nosso tribunal será o melhor em tecnologia e modernização. Somos um time e devemos jogar todos juntos. É como se fosse um barco e todos devemos seguir na mesma direção. Não existem lados, isto é, administração e juízes. Vamos preparar o judiciário para o futuro”, afirmou o presidente.

A reunião foi realizada no Fórum de Duque de Caxias com os juízes daquela comarca e também de Belford Roxo, Japeri, Nilópolis, Nova Iguaçu, Mesquita, Queimados e São João de Meriti, na Baixada Fluminense. Foi mais uma etapa do cronograma de visitas às comarcas do Tribunal, que o presidente espera concluir neste primeiro semestre.

Segundo o desembargador Ricardo Cardozo, o objetivo é estabelecer um diálogo da administração com os magistrados e ouvir sugestões. Entre os pontos ressaltados pelo presidente está a importância da presença dos magistrados nos fóruns, passado o período de pandemia em que houve necessidade da adoção de medidas de restrição sanitária.

“O advogado precisa encontrar o juiz na Vara, principalmente nas cidades menores do estado. Reconheço que os nossos magistrados são dedicados. A urbanidade no tratamento com quem nos procura nos cartórios é essencial para um judiciário mais humanizado”, apontou o desembargador.

O presidente Ricardo Cardozo também apresentou os planos da sua administração, que completa quatro meses na próxima semana. Falou sobre a modernização do TJRJ, com a criação das Secretarias Gerais e destacou três delas: a Secretaria Geral de Governança, Inovação e Compliance, a Secretaria Geral de Sustentabilidade e Responsabilidade Social e a Secretaria Geral de Administração.

Com gestão da juíza auxiliar da Presidência Fernanda Xavier de Brito, a Secretaria de Governança. Inovação e Compliance tem como finalidade oferecer soluções que contribuam para a administração do Tribunal. Uma sala de governança está sendo equipada, onde serão reunidos dados sobre as demandas do Poder Judiciário do Estado do Rio de Janeiro que serão transmitidos para a Presidência, assim como as propostas de solução, que poderão ser apresentadas pelos juízes.

“Os juízes têm boas ideias e poderão compartilhar conosco. Com isso, encontraremos soluções para os nossos problemas”, explicou a juíza Fernanda Xavier de Brito.

O desembargador Ricardo Cardozo contou que uma das suas principais preocupações é a modernização do sistema de informatização do Tribunal. Consciente da necessidade de dinamização do sistema, o presidente tem se empenhado em encontrar soluções, que vão da substituição dos equipamentos ao aumento da capacidade de transmissão digital.

Responsável pela Secretaria Geral de Tecnologia, o juiz auxiliar da Presidência Alberto Republicano de Macedo Junior disse que, até o fim deste ano, todos os processos do Tribunal estarão digitalizados, inclusive aqueles que forem desarquivados e retornarem para consulta nos cartórios.
O presidente Ricardo Cardozo defende que o Tribunal de Justiça seja uma referência em tecnologia, entre os tribunais de justiça.

Esteve também no encontro o coordenador da Movimentação de Magistrados da Comissão de Políticas Institucionais para Eficiência Operacional e Qualidade dos Serviços Judiciais (Comaq), o desembargador Luiz Márcio Victor Alves Pereira. Na oportunidade, o desembargador disse que a Comaq tem desenvolvido um trabalho de apoio às Varas com maior densidade de processos.

Participaram, ainda, da reunião as juízas auxiliares da Presidência Renata Guarino Martins e Ana Paula Monte Figueiredo Pena Barros; o diretor do Fórum de Duque de Caxias, juiz Maxwel Rodrigues da Silva; o juiz dirigente em exercício do 4º NUR Gustavo Henrique Nascimento Silva; a presidente da Associação dos Magistrados do Estado do Rio de Janeiro (Amaerj), juíza Eunice Bitencourt Haddad; e os secretários-gerais Bruno Coelho, Francisco Matias e Gabriel Albuquerque.

Os juízes Maxwel Rodrigues da Silva e Gustavo Henrique Nascimento Silva agradeceram a oportunidade do diálogo com o presidente. Já a presidente da Amaerj lembrou que, através do diálogo, se constroem as pontes para solucionar os problemas.

PC / MB

Foto: Rosane Naylor e Bruno Dantas / TJRJ

O NABALANCANF APENAS REPOSTA A NOTÍCIA QUE SE FEZ PÚBLICA SEM TECER QUALQUER COMENTÁRIO A RESPEITO DA MATÉRIA OU SE RESPONSABILIZAR PELA MESMA. TEM O CUNHO MERAMENTE INFORMATIVO.
Fonte
TJRJ

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

7 + 17 =

Especialista

Olá! você têm alguma dúvida?