Polícia Militar intensifica treinamento em ações de abordagem

Prática de treinamento extraordinário obrigatório a todos os policiais envolvidos em ocorrências que tenham resultado em óbito ou lesão corporal grave

Com a finalidade de reduzir danos em ações de abordagens de veículos em vias públicas, a Secretaria de Estado de Polícia Militar do Rio de Janeiro acaba de instituir a prática de treinamento extraordinário obrigatório a todos os policiais envolvidos em ocorrências que tenham resultado em óbito ou lesão corporal grave.

Os policiais militares que participaram das ações mais recentes previstas na nova decisão – em Santa Teresa, Cidade de Deus e Ilha do Governador – já estão matriculados no treinamento compulsório com início previsto para a próxima segunda-feira (21)

De acordo com decisão, formalizada no boletim interno da Corporação da última sexta-feira (11), o comandante da unidade responsável pela ação de abordagem deverá efetivar, em no máximo dois dias, a matrícula dos policiais envolvidos no Estágio de Aplicações Táticas (EAT), treinamentos de rotina ministrados pela Corporação destinados a aprimorar a capacitação operacional da tropa.

“Uma das orientações estratégicas do comando da Corporação é a capacitação contínua da tropa, especialmente no aprimoramento dos policiais militares que trabalham na atividade-fim”, explica o secretário da SEPM, coronel Luiz Henrique Marinho Pires

O coronel Henrique cita dois modelos de treinamento muito específicos para esta finalidade: o EAT e o Treinamento Operacional Policial (TOP Noturno), desenvolvido em ambiente de baixa luminosidade. De janeiro do ano passado até o primeiro semestre deste ano, quase dois mil policiais militares passaram pelo EAT. Já o TOP Noturno foi ministrado no mesmo período para mais de quatro mil policiais.

Os treinamentos desenvolvidos no Centro de Instrução Especializada e Pesquisa Policial (CIEsPP) da Polícia Militar contemplam a área operacional, como técnicas de abordagem e prática de tiro, além de conteúdos teóricos, como legislação e normas internas da Corporação.

Fonte: PMERJ

O NABALANCANF APENAS REPOSTA A NOTÍCIA QUE SE FEZ PÚBLICA SEM TECER QUALQUER COMENTÁRIO A RESPEITO DA MATÉRIA OU SE RESPONSABILIZAR PELA MESMA. TEM O CUNHO MERAMENTE INFORMATIVO.
Fonte
JORNAL TERCEIRA VIA

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

12 + 4 =

Especialista

Olá! você têm alguma dúvida?