Podcast Casos Forenses é finalista do Prêmio Nacional de Comunicação e Justiça 2023

Projeto concorre na categoria Mídia Radiofônica.
O Tribunal de Justiça de São Paulo é um dos finalistas do Prêmio Nacional de Comunicação e Justiça 2023 na categoria de Mídia Radiofônica, com o podcast Casos Forenses. Ao todo, foram 400 projetos inscritos em 12 categorias, produzidos por diversas instituições ligadas ao sistema de Justiça do Brasil. Os vencedores serão anunciados no encerramento do XVII Congresso Brasileiro dos Assessores de Comunicação do Sistema de Justiça (Conbrascom), que ocorrerá entre os dias 8 e 10 de novembro, em Belém (PA).
Desenvolvido pela Diretoria de Comunicação Social e pelo Museu do TJSP, o Casos Forenses é mais uma inciativa de pesquisa e conservação dos quase 150 anos de história do Tribunal, trazendo ao público casos que marcaram o Judiciário paulista e tiveram repercussão nacional. O programa utiliza o estilo “true crime” – gênero de documentários e podcasts sobre casos verdadeiros, com detalhes dos crimes, passo a passo das investigações e julgamento.
O episódio mais recente, lançado em setembro, conta o caso Lindomar Castilho e Eliane de Grammont. O projeto já apresentou também as histórias do Crime da Mala (1928) e do Crime do Restaurante Chinês (1938). Todos eles podem ser acessados pelos principais agregadores de podcast e contam com versão em vídeo, disponível no canal oficial do TJSP no Youtube.
O prêmio é concedido nas categorias: Artigo Acadêmico, Comunicação Interna, Fotografia, Mídia Audiovisual, Mídia Digital, Mídia Radiofônica, Mídia Social, Projeto/Campanha Institucional de Interesse Público, Publicação Impressa Especial, Relacionamento com a Mídia, Reportagem Escrita e Vídeo Institucional, além do Grande Prêmio Nacional de Comunicação e Justiça. Na categoria Mídia Radiofônica também são finalistas, ao lado do TJSP, o Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro, com o podcast “Rui Barbosa: 100 anos depois, legado e justiça”, e o Tribunal Superior do Trabalho, com o podcast “Trabalho em Pauta”.
Os vencedores de cada categoria foram escolhidos por uma Comissão Julgadora, com profissionais da área de Comunicação Social convidados pela Diretoria do Fórum Nacional de Comunicação e Justiça, em conjunto com a Comissão Organizadora do Prêmio Nacional de Comunicação e Justiça. Confira a lista completa dos finalistas.
Prêmio
 
É uma iniciativa do Fórum Nacional de Comunicação e Justiça, organização não governamental, sem fins lucrativos, formada por assessores de comunicação do Judiciário, Defensoria, Ministério Público, tribunais de contas, Ordem dos Advogados do Brasil e instituições afins.  O objetivo é reconhecer os melhores trabalhos produzidos ou coordenados pelos setores de comunicação dos diversos órgãos que compõem o sistema judiciário no Brasil.
Comunicação Social TJSP – GC (texto) / LF (arte)
imprensatj@tjsp.jus.br
O NABALANCANF APENAS REPOSTA A NOTÍCIA QUE SE FEZ PÚBLICA SEM TECER QUALQUER COMENTÁRIO A RESPEITO DA MATÉRIA OU SE RESPONSABILIZAR PELA MESMA. TEM O CUNHO MERAMENTE INFORMATIVO.
Fonte
TJSP

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

dez + 1 =

Especialista

Olá! você têm alguma dúvida?