Oficinas e visitas apresentam oportunidades aos jovens do programa Novos Caminhos no Vale

Os adolescentes do Programa Novos Caminhos na região do Vale do Itajaí participaram recentemente de três oficinas e de uma visita técnica. O objetivo das atividades é ampliar o conhecimento deles e apresentar áreas que podem se tornar uma oportunidade de trabalho e futura profissão.

Neste mês (3/6) a Oficina de Primeiro Socorros contou com 25 participantes. Na ocasião, foram abordadas formas de prevenção de acidentes, segurança dos ambientes onde residem, avaliação inicial da vítima, o que fazer em situação de Obstrução das Vias Aéreas por Corpo Estranho, queimaduras, choque elétrico entre outros. Orientações básicas para que o adolescentes saibam agir frente a tais eventos, como evitá-los e como ministrar os primeiros socorros, evitando complicações decorrentes de procedimentos inadequados foram repassadas pelas voluntárias Audri Lara Rodrigues, Marisa e Nathália Doring.

Em maio foram promovidas outras três atividades: uma visita técnica na Belli Studio, em Blumenau, e uma oficina de Práticas de Confeitaria e outra oficina de Biju. A visita que encantou a todos contou com a participação de 23 pessoas. Os visitantes tiveram a oportunidade de conhecer e aprender sobre o desenvolvimento de todas as etapas do processo de produção de animação e alguns jovens aproveitaram a oportunidade para entregar seus currículos.

Jovens em oficina de primeiros socorros.
“Ficamos surpresos com a grandiosidade do processo, o número de profissionais envolvidos para o mesmo projeto e os inúmeros detalhes, que vai desde a criação detalhada do roteiro, sonorização, design de personagens, pintura de cenário, criação de áudio guia até a definição do estilo de traços e movimentos da animação. Passamos por todos os ambientes de criação e algumas curiosidades nos impressionaram, como o tempo que uma das profissionais levou para concluir uma única cena de apenas dois segundos, ela precisou dedicar-se seis dias”, compartilha a interlocutora de Responsabilidade Social da Fiesc-Sesi Senai, Lígia Urbini Eugênio.

Já a oficina de Práticas de Confeitaria teve a participação de 35 adolescentes. No laboratório de confeitaria, sob a orientação do professor voluntário, Iuri Leonardo Agostinho, eles  produziram cupcakes e confeitaram com os kits disponibilizados. Foram momentos de bastante integração, trabalho em equipe, autonomia, destreza e organização. Ao final, todos puderam provar as produções e ainda, levar para casa. No mesmo dia ocorreu a oficina de Biju, com o auxílio das voluntárias Mylena Souza Preto, Lígia Dione da Costa, Elizabeth Bertoldo Cordeiro e Amanda Haas Rondônia. Os participantes puderam criar pulseiras, anéis e colares utilizando miçangas. A criatividade e atenção foram os elementos de maior destaque.

Adolescentes que participaram das oficinas.

Conteúdo: Assessoria de Imprensa/NCI
Responsável: Ângelo Medeiros – Reg. Prof.: SC00445(JP)
O NABALANCANF APENAS REPOSTA A NOTÍCIA QUE SE FEZ PÚBLICA SEM TECER QUALQUER COMENTÁRIO A RESPEITO DA MATÉRIA OU SE RESPONSABILIZAR PELA MESMA. TEM O CUNHO MERAMENTE INFORMATIVO.
Fonte
TJSC

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

4 × cinco =

Especialista

Olá! você têm alguma dúvida?