Nota de repúdio

Assassinato do juiz Paulo Torres Pereira da Silva, do Tribunal de Justiça de Pernambuco

O Tribunal de Justiça de Minas Gerais manifesta indignação e imenso pesar pela morte do juiz Paulo Torres Pereira da Silva do Tribunal de Justiça de Pernambuco, assassinado nessa quinta-feira (19/10) na cidade de Jaboatão dos Guararapes.

A Justiça mineira repudia a ação, absolutamente inaceitável, de violência a um magistrado que se dedicava à aplicação da lei, exercendo um papel indispensável no sistema judiciário. Ao mesmo tempo, o TJMG tem plena convicção de que os autores do crime serão devidamente punidos.

O Tribunal de Justiça de Minas Gerais se solidariza com familiares e amigos do magistrado e a corrente da Magistratura nacional neste momento de dor e consternação.

O juiz Paulo Torres Pereira da Silva tinha 69 anos e era magistrado há quase 34 anos. Foi nomeado juiz do TJPE em 1989. Atuou nas comarcas de Verdejante, Salgueiro, Serrita, São José do Belmonte, Parnamirim, Belém de São Francisco, Escada, Cabo de Santo Agostinho e em várias unidades judiciais da Capital Recife. Atuou, também, em alguns casos do 2º Grau e na Justiça Eleitoral.

O NABALANCANF APENAS REPOSTA A NOTÍCIA QUE SE FEZ PÚBLICA SEM TECER QUALQUER COMENTÁRIO A RESPEITO DA MATÉRIA OU SE RESPONSABILIZAR PELA MESMA. TEM O CUNHO MERAMENTE INFORMATIVO.
Fonte
TJMG

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

3 × um =

Especialista

Olá! você têm alguma dúvida?