Ministros do STF recebem na USP a medalha Armando de Salles Oliveira

Alexandre de Moraes, Celso de Mello e Ricardo Lewandowski foram agraciados com a mais alta honraria da Universidade de São Paulo.

Os ministros do Supremo Tribunal Federal (STF) Alexandre de Moraes, Celso de Mello e Ricardo Lewandowski, os dois últimos aposentados, receberam a medalha Armando de Salles Oliveira, a mais alta honraria da Universidade de São Paulo (USP). A cerimônia de entrega foi realizada na noite do dia 11 de agosto, no Salão Nobre da Faculdade de Direito.

Em seu pronunciamento, o ministro Alexandre de Moraes ressaltou que os três possuem em comum a defesa incansável da democracia, a erradicação de qualquer forma de discriminação, a reafirmação da eficácia dos direitos humanos fundamentais e o combate à corrupção que corrói a democracia.

Ele também leu o discurso enviado pelo ministro Celso de Mello, que não pôde comparecer à cerimônia, mas fez questão de agradecer a homenagem e ressaltar o orgulho que possui por ser um egresso da USP.

Por sua vez, o ministro Ricardo Lewandowski destacou que os três agraciados sempre procuraram atuar com a maior objetividade possível na análise fria da lei e da Constituição Federal, mas lembrando que essa análise também precisa ser emotiva, pois o magistrado precisa ter, antes de mais nada, compaixão com o próximo.

O reitor da USP, Carlos Gilberto Carlotti Junior, lembrou que, em 11 de agosto de 2022, aconteceu na Faculdade de Direito o ato em defesa da democracia e do sistema eleitoral brasileiro.

Já o diretor da Faculdade de Direito, Celso Fernandes Campilongo, falou da importância do STF e do protagonismo assumido pela corte nos últimos anos e ressaltou que os três ministros têm carreiras irrepreensíveis e exemplares no combate ao autoritarismo, ao discurso de ódio, às desigualdades e no reconhecimento das centralidades do mundo dos direitos.

Com informações da USP.
Foto: Marcos Santos / USP Imagens

O NABALANCANF APENAS REPOSTA A NOTÍCIA QUE SE FEZ PÚBLICA SEM TECER QUALQUER COMENTÁRIO A RESPEITO DA MATÉRIA OU SE RESPONSABILIZAR PELA MESMA. TEM O CUNHO MERAMENTE INFORMATIVO.
Fonte
STF

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

nove − sete =

Especialista

Olá! você têm alguma dúvida?