Liga das Escolas de Samba de Campos recebe prêmio da Alerj

Homenagem é para destaques na promoção da cultura no Estado do Rio de Janeiro

A Liga Independente das Escolas de Samba e Entidades de Carnaval de Campos dos Goytacazes (Liesecam) recebeu, nesta terça-feira (8), o Prêmio Heloneida Studart. A honraria é destinada às pessoas físicas e jurídicas, organizações não governamentais, órgãos públicos e iniciativas que se destacam na promoção da cultura no Estado do Rio de Janeiro.

O Prêmio Heloneida Studart é concedido pela Assembleia Legislativa do Estado do Rio de Janeiro (Alerj), por meio da Comissão de Cultura. Para o presidente da Liesecam Dr. Luiz André Vasserstein, a premiação representa o reconhecimento por todo esforço aplicado pelos colaboradores da Liga em prol da cultura campista.

“A importância é a divulgação e reconhecimento do Carnaval de Campos dos Goytacazes, que tem um potencial enorme e a cidade possui um ‘sambódromo’ que se chama Cepop. Campos não tinha desfile de Carnaval há mais de três anos e, neste ano (2023), conseguimos fazer um mini desfile. São 26 agremiações, entre escolas de samba, blocos de samba e bois pintadinhos”, ressalta Vasserstein.

Foto: Divulgação

O presidente da Liesecam ainda destaca o apoio da prefeitura da cidade na realização do mini Carnaval e a diversidade de participantes no dia a dia da Liga, pois ‘mistura pessoas ligadas ao Carnaval de Campos e do Rio de Janeiro na sua direção’. Para o ano que vem, as expectativas são boas quanto à realização da maior festa popular do Brasil no município campista.

“Para 2024, estamos trabalhando em diversas frentes e estamos conversando com empresas para que o carnaval de Campos se torne o segundo maior carnaval do Estado do Rio de Janeiro”, disse o presidente da Liesecam.

As áreas de atuação cultural da premiação:

Artes cênicas e visuais, audiovisual, culturas populares, literatura e música; além das categorias complementares como arte pública e cultura urbana, artes integradas, gastronomia, gestão cultural e formação e qualificação na área da cultura e patrimônios culturais.

Quem foi Heloneida

O diploma é uma homenagem à escritora, presa política na luta contra a ditadura, feminista, defensora da cultura e parlamentar. Heloneida teve uma vida dedicada à defesa da democracia e dos direitos humanos.

O NABALANCANF APENAS REPOSTA A NOTÍCIA QUE SE FEZ PÚBLICA SEM TECER QUALQUER COMENTÁRIO A RESPEITO DA MATÉRIA OU SE RESPONSABILIZAR PELA MESMA. TEM O CUNHO MERAMENTE INFORMATIVO.
Fonte
JORNAL TERCEIRA VIA

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

4 × dois =

Especialista

Olá! você têm alguma dúvida?