Júri do acusado de chacina em creche de Saudades inicia sob forte esquema de segurança

Pouco mais de dois anos após o crime, nesta quarta-feira (9/8) teve início o julgamento do homem acusado da morte de três bebês e duas professoras em maio de 2021, numa creche no município de Saudades. Ele também responde por 14 tentativas de homicídio. Sob forte esquema de segurança, a sessão começou às 9h com o sorteio dos jurados entre 26 pessoas previamente convocadas. Assim, seis mulheres e um homem compõem o conselho de sentença que decidirá o futuro do réu. O julgamento acontece no Salão do Tribunal do Júri do fórum da comarca de Pinhalzinho, presidido pelo juiz Caio Lemgruber Taborda, titular da Vara Única.

Após a formação do conselho de sentença, os trabalhos iniciaram com a oitiva de seis vítimas. Momento de muita emoção. Na sequência, foi liberada a entrada do público que, em poucos instantes, ocupou os 84 assentos disponibilizados. O uso do celular durante o júri está proibido. A imprensa também se faz presente em grande número. Este primeiro dia de julgamento será dedicado ainda à oitiva de oito testemunhas de acusação e quatro de defesa. Algumas testemunhas podem ser dispensadas conforme o andamento da sessão. Uma pausa será feita para almoço, ainda sem horário definido. Também não há previsão para o encerramento dos trabalhos nesta quarta-feira. A sessão continuará no dia seguinte e pode se estender até sexta-feira.

As ruas que circundam o fórum estão fechadas, sob forte esquema de segurança. Participaram da operação 12 policiais penais do Núcleo de Operações Táticas (NOT) e 17 policiais militares de Pinhalzinho e Chapecó, além de dois bombeiros que prestam atenção integral à sessão.

Atuam na acusação os promotores de justiça Bruno Poerschke Vieira, Douglas Dellazari, Fabrício Nunes e Julio André Locatelli, com assistência do advogado Luiz Geraldo Gomes dos Santos. Na defesa está o advogado Demetryus Eugenio Grapiglia.

O agressor foi denunciado por 19 crimes de homicídio entre consumados e tentados. Na manhã do dia 4 de maio de 2021, ele entrou em uma creche no município de Saudades e, com uma adaga – espécie de espada -, golpeou fatalmente duas professoras e três bebês. Outra criança, também com menos de dois anos, foi socorrida a tempo de se recuperar. O processo tramita em segredo de justiça na comarca de Pinhalzinho.

Imagens: Divulgação/Comarca de Pinhalzinho
Conteúdo: Assessoria de Imprensa/NCI
Responsável: Ângelo Medeiros – Reg. Prof.: SC00445(JP)
O NABALANCANF APENAS REPOSTA A NOTÍCIA QUE SE FEZ PÚBLICA SEM TECER QUALQUER COMENTÁRIO A RESPEITO DA MATÉRIA OU SE RESPONSABILIZAR PELA MESMA. TEM O CUNHO MERAMENTE INFORMATIVO.
Fonte
TJSC

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

quatro × 2 =

Especialista

Olá! você têm alguma dúvida?