INSS: doenças na coluna podem garantir aposentadoria por invalidez?

Existe uma série de doenças que pode garantir a aposentadoria por invalidez. Descubra se doenças na coluna entram na lista de quadros aceitos para solicitação do benefício.

A aposentadoria por invalidez é um benefício do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) garantido aos segurados que se tornam permanentemente incapazes para exercer suas funções, sem a possibilidade de serem reabilitados para outra profissão. Existe uma série de doenças que possibilitam o recebimento do abono, e uma dúvida comum entre os cidadãos é se doenças na coluna garantem ou não essa modalidade de aposentadoria.

No geral, uma em cada três das causas por invalidez por conta do trabalho estão relacionadas a problemas na coluna, representando uma das doenças mais comuns quando solicitado o benefício. Isso ocorre por conta de acidentes, desgastes ou envelhecimento dos ossos da região, e a coluna é primordial para a movimentação de qualquer pessoa.

Ao possuir uma doença ou lesão que reduz ou até mesmo anula as funções e movimentações do corpo, a vida de um trabalhador pode ser afetada de forma significativa. Para entender mais sobre isso, confira abaixo se as doenças na coluna garantem ou não a aposentadoria por invalidez.

Doenças na coluna podem garantir aposentadoria por invalidez?

Como informado anteriormente, por ser uma das causas por invalidez mais comuns das solicitações do benefício, sim, as doenças na coluna podem garantir essa modalidade de aposentadoria específica. Existem, inclusive, cinco delas que geram o serviço ou também o direito ao auxílio-doença, destinado aos trabalhadores temporariamente incapazes de exercer sua função:

1. Hérnia de disco

A hérnia de disco é uma doença que pode afetar regiões como a do pescoço, meio das costas ou a lombar. Ela ocorre quando o disco intervertebral perde sua forma original, que é oval, começando a incomodar a medula espinhal.

A partir de então, o indivíduo passa a sentir sintomas como dor nas costas, dormência e queimação, e todos são provocados principalmente pela má postura na rotina. Essa é uma das doenças mais comuns que pode gerar aposentadoria por invalidez.

2. Osteofitose

Já a osteofitose consiste no quadro em que aparecem osteófitos ao redor do disco da coluna vertebral. Os osteófitos são conhecidos como “bicos-de-papagaio”, pequenas expansões ósseas que parecem ganchos. Eles surgem a partir de problemas reumáticos, como desidratação do disco intervertebral e osteoartrose lombar e cervical. Assim como a hérnia de disco, é ocasionada por conta da postura incorreta ao longo da vida laboral.

3. Discopatia degenerativa

A discopatia degenerativa atinge os discos intervertebrais, uma estrutura cartilaginosa que está situada entre as vértebras da coluna. Ela ocorre por conta da perda de água da região, o que diminui a capacidade de movimentação. A doença pode ser provocada ao carregar peso irregularmente, ou se manter em uma postura precária por muito tempo. Esportes de alto impacto, obesidade e tabagismo também influenciam no quadro.

4. Protusão discal

Igualmente, a protusão discal afeta os discos intervertebrais. Nesse caso, ocorre uma distensão do anel fibroso que envolve os discos, mas não ocorre rompimento das fibras do anel, e sim um desgaste. Por tal motivo, os ligamentos e as estruturas são atingidos, causando muita dor.

Esse quadro é comum entre trabalhadores que carregam peso, exercendo suas funções sem prestar atenção na postura.

5. Cervicalgia

Outra das doenças mais comuns na coluna é a cervicalgia, conhecida como torcicolo. Mesmo que pareça mais inofensiva, essa patologia afasta muitos indivíduos de suas funções. Ao estar em fase crônica, é o motivo do afastamento por mais de 15 dias, gerando o auxílio-doença, e consequentemente a aposentadoria por invalidez.

O NABALANCANF APENAS REPOSTA A NOTÍCIA QUE SE FEZ PÚBLICA SEM TECER QUALQUER COMENTÁRIO A RESPEITO DA MATÉRIA OU SE RESPONSABILIZAR PELA MESMA. TEM O CUNHO MERAMENTE INFORMATIVO.
Via
Por Amanda Birck
Fonte
concursosnobrasil

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

4 × 2 =

Especialista

Olá! você têm alguma dúvida?