Inaugurado retrato do desembargador Ricardo Mair Anafe na Galeria dos Corregedores-Gerais

Atual presidente do TJSP foi corregedor-geral em 2020/2021.

O desembargador Ricardo Mair Anafe teve seu retrato eternizado na Galeria dos Corregedores-Gerais da Justiça do Estado de São Paulo, nesta quinta-feira (18), em solenidade realizada na Corregedoria Geral da Justiça. O atual presidente do TJSP, que esteve à frente da CGJ no biênio 2020/2021, foi prestigiado por muitos magistrados, representantes de instituições e amigos. Após a entonação do Hino Nacional, o homenageado promoveu o descerramento simbólico do retrato ao lado da desembargadora Ana Luiza Liarte. Em seguida, a desembargadora Flora Maria Nesi Tossi Silva entregou à magistrada um ramalhete de flores em nome da Corregedoria Geral da Justiça.
O atual corregedor-geral da Justiça e anfitrião da solenidade, desembargador Fernando Antonio Torres Garcia, destacou o trabalho de seu antecessor, a quem se referiu como “um dos ícones da magistratura bandeirante”. Ele relembrou a trajetória do desembargador Ricardo Anafe em quase quatro décadas de carreira e elencou alguns de seus projetos enquanto corregedor-geral, como a idealização da queima automática das guias de custas, que proporcionou o fim das fraudes ao erário e o significativo acréscimo orçamentário ao Tribunal. Também falou sobre a condução do primeiro grau de jurisdição durante os anos de pandemia, registrando ótimos índices de produtividade mesmo diante de todas as restrições. “Na Corregedoria Geral, verdadeiro laboratório de ideias, Vossa Excelência fez saltar aos olhos sua inigualável capacidade administrativa”, declarou o corregedor.
“Pelo trabalho incessante aqui desempenhando, pela dedicação incansável e pela obstinação de sempre aprimorar a prestação jurisdicional é que hoje se inaugura o retrato de Vossa Excelência nesta mais que centenária Corregedoria Geral, sua eterna casa, como um verdadeiro preito de gratidão àquele que bem a representou e dignificou”, concluiu o desembargador Fernando Antonio Torres Garcia, antes de fazer um tributo aos familiares do homenageado.
O desembargador Ricardo Mair Anafe iniciou seu discurso reforçando que ser corregedor-geral da Justiça foi um sonho realizado, especialmente por ser a Corregedoria um “instrumento de realização do primeiro grau de jurisdição e de facilitação do trabalho de juízes e servidores”. O magistrado enalteceu o desafio por suceder o desembargador Geraldo Francisco Pinheiro Franco, corregedor no biênio anterior e presidente em 2020/2021, e fez questão de agradecer a todos aqueles que contribuíram com a Corregedoria durante sua gestão. “Ninguém realiza nada sozinho. Esse retrato não representa apenas o corregedor, mas também os juízes assessores da Corregedoria, os servidores e, acima de tudo, todos os magistrados de primeiro grau, que se sujeitam à fiscalização, cumprem as instruções normativas e realizam a prestação jurisdicional e a pacificação de conflitos”, afirmou.
O homenageado também ressaltou o esforço da gestão para dar continuidade à prestação jurisdicional mesmo com todas as dificuldades impostas pela pandemia em 2020 e 2021 e destacou a autonomia administrativa e orçamentária que o projeto de queima automática da guia de custas representou ao Judiciário paulista.  Por fim, deixou uma mensagem a todos os magistrados. “Somos garantidores do Estado de Direito, e isso vai da decisão mais singela à mais complexa. Todas devem ter o mesmo peso. Em São Paulo, podemos ter orgulho da nossa casa, pois cumprimos nossa missão”, concluiu o atual presidente do TJSP.
Também prestigiaram a solenidade o secretário de Estado da Justiça e Cidadania, Fábio Prieto, representando o governador; os demais integrantes do Conselho Superior da Magistratura, desembargadores Guilherme Gonçalves Strenger (vice-presidente), José Carlos Gonçalves Xavier de Aquino (decano), Artur César Beretta da Silveira (presidente da Seção de Direito Privado); Wanderley José Federighi (presidente da Seção de Direito Público) e Francisco José Galvão Bruno (presidente da Seção de Direito Criminal); o ministro do Superior Tribunal de Justiça Paulo Dias de Moura Ribeiro; o presidente do TJSP no biênio 2020/2021 e corregedor-geral da Justiça em 2018/2019, desembargador Geraldo Francisco Pinheiro Franco; o corregedor-geral de Justiça em 2011, desembargador Maurício da Costa Carvalho Vidigal; o vice-presidente do Tribunal Regional Eleitoral de São Paulo e corregedor regional eleitoral, desembargador Silmar Fernandes, representando o presidente; o subprocurador-geral do Estado de São Paulo – Área do Contencioso Geral, Bruno Lopes Megna, representando a procuradora-geral; o defensor público-geral do Estado de São Paulo, Florisvaldo Antonio Fiorentino Júnior; o presidente do Tribunal de Contas do Município de São Paulo, Eduardo Tuma; o diretor da Escola Paulista da Magistratura, desembargador José Maria Câmara Júnior; a presidente da Associação Paulista de Magistrados (Apamagis), juíza Vanessa Ribeiro Mateus; o vice-presidente da União Internacional de Magistrados e da Apamagis, desembargador Walter Rocha Barone; o ouvidor substituto do TJSP, desembargador Afonso de Barros Faro Júnior; a presidente do Instituto Paulista de Magistrados, juíza Ana Maria Brugin; o ouvidor-geral da Ordem dos Advogados do Brasil – Seção São Paulo, Wilson de Jesus Santos, representando a presidente; o chefe da Assessoria Policial Militar do TJSP, coronel PM Miguel Elias Daffara, representando o comandante-geral; a tenente de Exército Marina Mancilha Carvalho dos Santos, representando o comandante militar do Sudeste; o chefe da Assessoria Policial Civil do TJSP, delegado de Polícia Tiago Antonio Salvador, representando o delegado-geral; o ex-presidente do Tribunal de Justiça Militar do Estado de São Paulo, juiz coronel PM Antonio Augusto Neves; muitos desembargadores, juízes, integrantes do Ministério Público, defensores públicos, advogados, representantes de instituições civis e militares, familiares do homenageado, servidores da Justiça e demais convidados.
Mais fotos no Flickr.
Comunicação Social TJSP – RD (texto) / KS e PS (fotos)
O NABALANCANF APENAS REPOSTA A NOTÍCIA QUE SE FEZ PÚBLICA SEM TECER QUALQUER COMENTÁRIO A RESPEITO DA MATÉRIA OU SE RESPONSABILIZAR PELA MESMA. TEM O CUNHO MERAMENTE INFORMATIVO.
Fonte
TJSP

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

cinco × 4 =

Especialista

Olá! você têm alguma dúvida?