FEIRÃO LIMPA NOME EM PETRÓPOLIS NEGOCIA 2,2 MILHÕES EM DÍVIDAS

Notícia publicada por DECOI – TJRJ em 30/10/2023 18:03

Promovido pelo Tribunal de Justiça do Estado do Rio de Janeiro (TJRJ), durante três dias, o Feirão Limpa Nome de Petrópolis atendeu a quase 1,4 mil consumidores que negociaram um montante de R$ 2.242.490,69 em dívidas, com redução média de 62% resultando no compromisso de quitação de R$ 868 mil, que foram renegociados.

Com o apoio da Câmara de Dirigentes Lojistas de Petrópolis (CDL), da Prefeitura, do Procon Petrópolis, e da OAB -seccional Petrópolis, a iniciativa permitiu que os consumidores negociassem suas dívidas com instituições financeiras e concessionárias de serviços públicos como energia, água e telefonia, além do comércio.

Cento e cinquenta e oito estudantes de Direito das universidades Católica de Petrópolis (UCP) e Estácio de Sá, treinados pelo TJRJ, intermediaram os acordos de quitação de débitos no Clube Petropolitano.

O juiz Carlos André Spielmann, coordenador do Centro Judiciário de Solução de Conflitos e Cidadania (Cejusc) do Foro Central de Petrópolis, falou sobre a importância da equipe e da tecnologia para a organização do evento: “Cada detalhe do evento foi pensado pela equipe do Cejusc e por mim, juiz coordenador, o que incluiu a utilização de um software especialmente preparado por três empresas componentes do Serratec, o polo de tecnologia de Petrópolis”.

Na ação, os consumidores quitaram dívidas de 500 reais a mais de 100 mil reais. Alguns conseguiram usar o abono de Natal, fechando acordos de pagamento com vencimento após o dia 20 de dezembro, quando o trabalhador recebe a última parcela do 13° salário.

“Recebemos mais de mil pessoas. Centenas de negociações foram exitosas, às vezes com redução substancial do débito, o que gerou satisfação de muitos inscritos. É, definitivamente, um projeto a ser replicado estado afora e tornado permanente, tendo em conta seu enorme alcance social, o que faz parte dos propósitos do poder Judiciário”, concluiu o juiz coordenador do Cejusc.

 

Departamento de Comunicação Interna

O NABALANCANF APENAS REPOSTA A NOTÍCIA QUE SE FEZ PÚBLICA SEM TECER QUALQUER COMENTÁRIO A RESPEITO DA MATÉRIA OU SE RESPONSABILIZAR PELA MESMA. TEM O CUNHO MERAMENTE INFORMATIVO.
Fonte
TJRJ

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

16 − sete =

Especialista

Olá! você têm alguma dúvida?