Ex agredida por personal trainer diz que já tinha apanhado uma semana antes e que ele pediu à sogra para não ser denunciado

Após a agressão na academia, Raíssa Brandão disse que Douglas Ferreira mentiu para a mãe dela que tinha apenas a empurrado. Vídeo mostra personal dando socos na vítima em Goiânia.

A personal trainer Raíssa Brandão disse que foi agredida por causa de ciúmes pelo ex-namorado, Douglas Ferreira, que também é personal, uma semana antes de ele ser preso por ter dado socos na vítima em uma academia de Goiânia. Vídeo mostra a agressão na academia (assista acima).

“Ele me deu um chute. Me pediu perdão e eu disse que ia perdoar, mas na próxima vez não teria perdão. Quando ele deu o soco, eu disse: ‘você prometeu que não ia me bater mais’, e aí eu agachei”, disse Raíssa, que tem 30 anos, ao contar da agressão anterior.

Ao g1, Raíssa também disse que após a agressão na academia, Douglas desceu até o estacionamento e quebrou seu carro (veja fotos do vidro danificado ao fim deste texto) foi até a sua casa e mentiu para a sogra na tentativa de que ela convencesse a filha a não denunciar.

“Ele foi conversar com a minha mãe pedindo pedindo pra não registrar, mas eu registrei, ele disse pra minha mãe que só me empurrou, mas eu contei pra ela que ele tinha me batido”, completou

Douglas foi preso na última segunda-feira (10), mas a agressão foi filmada no dia 31 de março, em Goiânia. Ao g1, Raíssa contou que conheceu Douglas em dezembro do ano passado, mas eles começaram a namorar há menos de um mês.

g1 não conseguiu localizar a defesa de Douglas até a última atualização desta reportagem.

Primeira agressão

 

Segundo Raíssa, na primeira agressão, Douglas deu um chute nela porque viu a mensagem de um rapaz enviada em 2020, anos antes deles se conhecerem. Ainda abalada, a personal contou que nunca pensou em sofrer uma situação de violência doméstica.

“Eu nem acreditei que estava acontecendo comigo, que eu tinha vivido a agressão”, desabafou.

 

Histórico

 

Segundo a Polícia Civil, Douglas possui passagens anteriores na polícia por lesão corporal e furto. Conforme a delegada, o homem não ofereceu resistência ao ser preso nesta semana e confessou as agressões.

“Ele disse ter discutido por eventuais trocas de mensagens entre a vítima e o ex-namorado dela. Confessou também os danos ao carro e as injúrias contra a ex-namorada”, disse a delegada.

 

A investigadora também afirmou que o suspeito “não se vê freado por nenhum tipo de freio social” e que ele não se sentiu intimidado em cometer crime em local monitorado por câmeras e com testemunhas. Ainda de acordo com Adas, que atua na Delegacia Especializada no Atendimento à Mulher (Deam), o juiz acatou o pedido de prisão preventiva de Douglas por causa do histórico de violência.

Personal trainer Douglas Ferreira foi preso após ser filmado agredindo a ex-namorada, a personal Raíssa Brandão, em uma academia de Goiânia — Foto: Arquivo Pessoal/Raíssa Brandão

Personal trainer Douglas Ferreira foi preso após ser filmado agredindo a ex-namorada, a personal Raíssa Brandão, em uma academia de Goiânia — Foto: Arquivo Pessoal/Raíssa Brandão

Agressão na academia

 

Ao g1, Raíssa contou que dois dias antes da agressão na academia, Douglas estava mexendo no celular dela, como tinha costume, e viu que o contato de um ex não estava bloqueado. Foi quando, segundo ela, começou a discussão.

“Não tinha conversa, nem nada, só não estava bloqueado. No dia 30 tentei terminar com ele [Douglas] porque era insustentável a relação, mas na sexta-feira ele me fechou na minha aula na frente, na minha aluna e disse: ‘Eu tenho um problema com você e vou resolver hoje’”, contou Raíssa.

A vítima disse que a aluna ficou incomodada com a intimidação de Douglas. Então, de acordo com o relato da vítima, Douglas chamou Raíssa para o corredor e as agressões começaram.

“Ele perguntou porque meu ex não estava bloqueado. Eu disse que antes da gente namorar ele buscou um óculos na minha casa. Na hora que eu falei, ele deu o primeiro murro no peito”, afirmou.

 

Depois de dar o soco na vítima no corredor da academia, Douglas voltou a abordá-la em outro ambiente da academia. “Ele veio, deu um murro na testa e disse: ‘Não me procure nunca mais, nós dois acabamos’”, disse Raíssa.

Segundo a vítima, depois da agressão na academia, Douglas desceu até o estacionamento e quebrou o carro dela (veja fotos abaixo). Após danificar parte do veículo, o agressor foi até a casa de Raíssa para convencê-la a não fazer denuncia contra ele na polícia.

“Ele foi conversar com a minha mãe pedindo pedindo pra não registrar, mas eu registrei. Ele disse pra minha mãe que só me empurrou, mas eu contei pra ela que ele tinha me batido”.

 

A vítima contou que a direção da academia prestou todo apoio a ela e que um outro personal a acompanhou até o carro para garantir que Douglas não a surpreendesse no estacionamento.

Carro de personal Raíssa Brandão teve o vidro quebrado por personal trainer Douglas Ferreira em academia de Goiânia — Foto: Arquivo Pessoal/Raíssa Brandão

Carro de personal Raíssa Brandão teve o vidro quebrado por personal trainer Douglas Ferreira em academia de Goiânia — Foto: Arquivo Pessoal/Raíssa Brandão

O NABALANCANF APENAS REPOSTA A NOTÍCIA QUE SE FEZ PÚBLICA SEM TECER QUALQUER COMENTÁRIO A RESPEITO DA MATÉRIA OU SE RESPONSABILIZAR PELA MESMA. TEM O CUNHO MERAMENTE INFORMATIVO.
Via
Por Michel Gomes, g1 Goiás
Fonte
G1

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

11 − 11 =

Especialista

Olá! você têm alguma dúvida?