Escritor Ronaldo Júnior prepara lançamento de dois livros digitais

Obras históricas do integrante da Academia Campista de Letras em prosa poética também estarão disponíveis em áudio

O escritor campista Ronaldo Júnior lança no dia 31 de janeiro dois livros em formato digital com acesso gratuito para os leitores. “Ideário poético da Independência” e “Prosas descolonizadas” são trabalhos desenvolvidos por ele há cerca de quatro anos. As obras serão publicadas nos formatos PDF e ePub, além de estarem disponíveis em áudio na íntegra no Spotify. Os livros poderão ser conferidos no site www.ronaldojuniorescritor.com (na aba “Obras”), ou em linktr.ee/historiapoetica.

Parte da coleção “História poética” – que tem como proposta revisitar poeticamente momentos da história brasileira -, os livros “Ideário poético da Independência” e “Prosas descolonizadas” são motivados pelo bicentenário da Independência do Brasil. As publicações disponibilizam material literário gratuito sobre a história do Brasil.

“A temática gira em torno do bicentenário da Independência, mas o lançamento é posterior justamente porque são livros que buscam leituras da história do Brasil de forma ampla”, diz Ronaldo.

“Ideário poético da Independência” recebeu o Prêmio de Incentivo à Publicação Literária ofertado pela Secretaria Especial da Cultura do Governo Federal no ano de 2019, sendo classificado com nota máxima pelos jurados. A obra é composta por 33 poemas divididos em três partes:

Ilustração

1) “Resquícios” aborda questões relativas ao processo de independência, como a escravidão, o Poder Moderador e as histórias e pinturas por trás do famoso Grito do Ipiranga;

2) “Reverberações” repensa a formação da identidade nacional com os olhos voltados para os dias atuais, trazendo temas como fake news, o incêndio que assolou o Museu Histórico Nacional em 2018 e até o impeachment da ex-presidenta Dilma Rousseff, ocorrido em 2016;

3) o apêndice “Constituição Poética da Independência Nacional” é composto por poemas escritos como artigos de uma lei, tendo por base os 17 artigos da Declaração Universal dos Direitos do Homem e do Cidadão (França, 1789) e suas referências presentes na Constituição Brasileira de 1824, outorgada por D. Pedro I. A obra conta com prefácio do professor e escritor Carlos Augusto Souto de Alencar.

Ilustração

O segundo livro, “Prosas descolonizadas”, é fruto de um projeto cultural aprovado no Edital Retomada Cultural RJ 2, promovido pela Secretaria de Cultura e Economia Criativa do Governo do Estado do Rio de Janeiro, sendo composto por dez textos que oscilam entre o ensaio e a prosa poética. Na mesma linha do primeiro, os textos passam por temas que vão desde a invasão portuguesa até o modernismo de 1922, além de fatos recentes da nossa história e temáticas fundantes do Brasil. A obra conta com prefácio do professor e escritor Adriano Moura e com posfácio do historiador e professor Rodrigo Rosselini.

“Os autores convidados para escrever sobre as obras – Carlos, Adriano e Rodrigo – foram escolhidos por terem um importante papel na minha formação crítica, motivo pelo qual eles fazem parte direta e indiretamente dos livros”, conclui Ronaldo Júnior.

O NABALANCANF APENAS REPOSTA A NOTÍCIA QUE SE FEZ PÚBLICA SEM TECER QUALQUER COMENTÁRIO A RESPEITO DA MATÉRIA OU SE RESPONSABILIZAR PELA MESMA. TEM O CUNHO MERAMENTE INFORMATIVO.
Fonte
J3NEWS

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

3 × 3 =

Especialista

Olá! você têm alguma dúvida?