Em Florianópolis, marido que matou enfermeira é condenado a 15 anos de prisão

O Conselho de Sentença do Tribunal do Júri da comarca da Capital condenou nesta quinta-feira (18) um homem pelo assassinato de sua esposa, uma técnica de enfermagem do Hospital Universitário, em Florianópolis. O marido foi sentenciado a 15 anos de reclusão, em regime fechado, pelos crimes de homicídio triplamente qualificado e ocultação de cadáver. A pena foi majorada pelo feminicídio. O acusado teve negado o direito de recorrer em liberdade.

Segundo a denúncia do Ministério Público, a vítima desapareceu no fim do mês de março de 2022. O próprio agressor foi quem fez o boletim de ocorrência do desaparecimento da companheira. O corpo da técnica de enfermagem foi encontrado no dia 4 de abril, carbonizado, em uma área de mata no bairro Itacorubi. A vítima só pôde ser identificada pela análise da arcada dentária.

O crime foi cometido por ciúme do marido, porque a vítima teria dito que se encontraria com o ex-namorado. O agressor e a vítima viveram juntos por 10 anos e tiveram uma filha. A técnica de enfermagem também tinha outros dois filhos, de outro relacionamento. Ela chegou a registrar vários boletins de ocorrência contra o marido, mas não deu continuidade às queixas. O processo segue em segredo de justiça.

Conteúdo: Assessoria de Imprensa/NCI
Responsável: Ângelo Medeiros – Reg. Prof.: SC00445(JP)
O NABALANCANF APENAS REPOSTA A NOTÍCIA QUE SE FEZ PÚBLICA SEM TECER QUALQUER COMENTÁRIO A RESPEITO DA MATÉRIA OU SE RESPONSABILIZAR PELA MESMA. TEM O CUNHO MERAMENTE INFORMATIVO.
Fonte
TJSC

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

3 × 4 =

Especialista

Olá! você têm alguma dúvida?