Dia do Encontro: o primeiro de muitos para quem busca formar uma família

Uma oportunidade para que crianças e adolescentes aptos à adoção e pretendentes habilitados no Sistema Nacional de Adoção e Acolhimento (SNA) possam se conhecer melhor. Ocorreu na tarde deste sábado, 20/5,  a 5ª edição do Dia do Encontro. A iniciativa, promovida pela Coordenadoria da Infância e Juventude (CIJRS) e com apoio da Corregedoria-Geral de Justiça reuniu na Capital 120 pretendentes e 80 crianças e adolescentes, todas do interior do Estado, em uma escola da zona sul de Porto Alegre. Por cerca de cinco horas, foram realizaram atividades lúdicas e recreativas que promoveram momentos de confraternização fora do acolhimento institucional. Eles foram assistidos pela equipe de assessoria técnica da CIJRS, além de contar com apoio de assistente social e psicólogo forense, equipe de Segurança do TJRS e integrantes do Departamento Médico Judiciário.

Brilho no olhar

 

Ana Carolina Carvalho de Abreu e sua companheira, Mariana Scherrer, contam que o evento superou expectativas.Créditos: Juliano Verardi – DICOM/TJRS

 

Entre brincadeiras que objetivavam os participantes a se conhecerem melhor, era possível observar a expectativa nos olhares e trejeitos de muitas crianças e adolescentes, a empolgação de outros tantos e a timidez daqueles que pouco falavam, mas o olhar já dizia tudo. Cada um com sua particularidade e com seu encanto. Os jogos de integração aprimoraram a comunicação desencadeando inúmeros momentos de risos, abraços incontáveis e mãos que não se soltaram mais durante todo o evento.

À medida que as brincadeiras eram realizadas, cenas impactantes aconteciam. Como o caso da Representante Comercial, Ana Carolina Carvalho de Abreu, 37 anos, e sua companheira, funcionária pública, Mariana Scherrer, de 38 anos. Tudo começou com uma atividade em que os pretendentes habilitados, em uma reunião prévia, haviam deixado quadros de aquarelas pintados. Durante o evento, em um determinado momento, as obras de arte foram apresentadas para crianças e adolescentes acolhidos. A ideia era de que cada um deles, escolhessem um dos quadros e que fosse ao encontro do pretendente que realizou a pintura.

 

Atividades lúdicas fizeram parte da programaçãoCréditos: Juliano Verardi

 

O menino P., de 14 anos, entre as mais de 100 pinturas expostas, escolheu de forma inexplicável o quadro da pretendente que, segundo ele, “fez seu coração disparar”. Ana Carolina ficou impressionada que ele acertou sua pintura. “Este quadro é teu e nunca irei esquecer o teu nome”, declarou P. para a representante comercial. Emocionada, ela falou: “É a primeira vez que estamos participando e sem dúvida nenhuma, é uma emoção muito grande. Porque a gente chega aqui com uma ideia e do nada, muda totalmente. São vidas, é um destino e mexe muito com a gente que está objetivando constituir uma família. A gente pensa que escolhe, mas na verdade é a gente que acaba sendo escolhido. Sairemos daqui com o coração e com a cabeça muito diferente. A receptividade deles e a forma com a qual eu fui recebida por algumas crianças e adolescentes, é inexplicável. Eu sou muito carinhosa e eles não têm medo de receber esse carinho e a prova foi isso entre eu e o P., foi um abraço gostoso que a gente se deu quando ele chegou. E quando ele veio com o quadro eu disse: tu achou meu quadro, tipo assim, de primeira?!”, diz Ana. Já P. , afirmou que seu coração disparou logo que viu Ana.

 

Evento foi realizado em uma escola na zona sul de Porto AlegreCréditos: Juliano Verardi

 

“Dá aquela embargada, né?”, tentando segurar as lágrimas a Advogada Criminalista Thais Constantin Carissimi, 36 anos, e seu esposo, Advogado Rafael Carissimi, 45 anos, estavam encantados com o evento. Segundo eles, o sentimento era de querer levar todo mundo. “Estou achando sensacional este evento, porque a gente veio com uma expectativa e não sabia o que iria acontecer. E estamos impressionados com a organização, inclusive das crianças, contando suas histórias. Todos vêm nos perguntar se vão nos levar para casa. A gente está aqui, com o mesmo sentimento, eles querendo ser adotados e nós querendo adotar.”, conta emocionada Thais. Para seu esposo, Rafael, o momento que mais impactou foi quando viu a chegada das crianças e adolescentes.

 

O casal de advogados, Thaís e Rafael, elogiaram a organização do evento.Créditos: Juliano Verardi – DICOM/TJRS

 

As irmãs R.S. e M.S. estavam silenciosas ao lado da pretendente à adoção, Professora Taigher Gonçalves Olicheski, 35 anos, e de seu esposo, também Professor, Fábio Medeiros de Alvarenga, 40 anos. Quando perguntada sobre o que a fez ficar e permanecer ao lado de Taigher, a menina expressou,  já com lágrimas nos olhos, que de todas as brincadeiras do evento, a que mais a fez feliz foi ficar ao lado de Taigher “meu coração”, apontou a menina para a pretendente. A habilitada no Sistema Nacional de Adoção, também não conteve as lágrimas buscando em poucas palavras explicar a magia do encontro. “Marcou muito também o momento que a gente dançou juntas”, declara a professora.

 

O casal Taigher e Fábio estava encantados com o eventoCréditos: Juliano Verardi – DICOM/TJRS

 

O evento contou com a presença do Corregedor-Geral da Justiça, Supervisor da CIJRS, Desembargador Giovanni Conti. O magistrado celebrou a realização da 5ª edição: “Este ano tivemos o dobro de participações e isso foi muito importante tanto para crianças e adolescentes que estão em fase de possibilidades de adoção, como também o grande número de pessoas que manifestaram interesse em adotar.  É uma iniciativa maravilhosa da Corregedoria-Geral da Justiça, mas também de toda a comunidade que visa exatamente aproximar. Vamos continuar sempre trabalhando nesse sentido”, ressaltou o Desembargador.

 

O Corregedor-Geral da Justiça, Desembargador Giovanni Conti elogiou a organização do eventoCréditos: Juliano Verardi – DICOM/TJRS

 

O Juiz-Corregedor e Coordenador da Infância e Juventude do TJRS, Luís Antônio de Abreu Johnson também celebrou o sucesso do evento. O magistrado estava orgulhoso e satisfeito com o número expressivo de pretendentes à adoção: “O Dia do Encontro é um dia programado de atividades lúdicas, atividades esportivas e muito bem organizado pela equipe da CIJRS. É especial. Se daqui nós constituirmos uma família recheada de amor já é uma vitória muito grande. Também não podemos esquecer que este é um projeto que foi reconhecido, em 2019, pelo Instituto Innovare. Um prêmio consagrado nacionalmente e que nos deixa cada vez mais orgulhosos”, revela. Ao finalizar, o Juiz-Corregedor Johnson teceu elogios a todos atores envolvido no evento: “É um esforço conjunto de muitas mãos”.

 

A Assistente Social da CIJRS, Marleci Hoffmeister, o Juiz-Corregedor  Luís Antônio de Abreu Johnson e a Gestora do Projeto do Dia do Encontro, Carine CaonCréditos: Juliano Verardi – DICOM/TJ

 

A Gestora do Projeto Dia do Encontro, servidora Carine Caon, celebrou a 5ª edição: “É uma oportunidade da gente se apaixonar por quem a gente ainda não conhece. É uma chance de formar uma nova família. Só quem vem sabe o quanto isto é intenso”, destaca. Cerca de 30 pessoas participaram da execução da 5ª Edição do Dia do Encontro. Dentre elas, equipe da ONG Viver de Rir, servidora do JIJ da Comarca de São Leopoldo e da Comarca de Gravataí. Durante o evento os participantes foram recebidos, com música ao vivo, além de uma mesa com crepes doces e salgados, cachorro-quente, pastel, bolinhos, sucos e água.

Estiveram presentes a Diretora do Departamento Médico Judiciário (DMJ), Dra. Ana Maria Simões Ribeiro, a servidora do DMJ, Ana Paula Limberger, a assistente social do Judiciário de Gravataí, Elisandra Muniz Bento Portella, a servidora do JIJ de São Leopoldo, Juliana Mulinari e a psicóloga Lisiane Roos Soares.

O NABALANCANF APENAS REPOSTA A NOTÍCIA QUE SE FEZ PÚBLICA SEM TECER QUALQUER COMENTÁRIO A RESPEITO DA MATÉRIA OU SE RESPONSABILIZAR PELA MESMA. TEM O CUNHO MERAMENTE INFORMATIVO.
Fonte
TJRS

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

quatro × 3 =

Especialista

Olá! você têm alguma dúvida?