Desembargadores Mauricio Henrique Guimarães Pereira Filho e Ana Maria Alonso Baldy são recepcionados no TJSP em posse solene

Magistrados têm mais de 30 anos de carreira.

 

O Tribunal de Justiça de São Paulo, seus magistrados e representantes de inúmeras instituições celebraram, nesta terça-feira (1º), a posse solene dos desembargadores Mauricio Henrique Guimarães Pereira Filho e Ana Maria Alonso Baldy. A cerimônia, realizada no Salão do Júri do Palácio da Justiça, foi conduzida pelo presidente do TJSP, desembargador Ricardo Mair Anafe.

Os dois novos integrantes da Corte possuem mais de 30 anos de carreira na Magistratura paulista, com passagens por diversas comarcas do estado antes de se tornarem juízes substitutos em segundo grau e, posteriormente, desembargadores. Mauricio Henrique Guimarães Pereira Filho e Ana Maria Alonso Baldy assumem, respectivamente, as cadeiras dos desembargadores Ruy Coppola e Cláudio Antonio Marques da Silva, que se aposentaram neste ano.

Após a assinatura do termo de posse, os desembargadores receberam do presidente Ricardo Anafe o Colar do Mérito Judiciário, com o auxílio de Simone Cristina Betinjane Guimarães Pereira, esposa do homenageado, e Ana Luiza Baldy Ferreira de Paula, filha da homenageada. Em seguida, o presidente do TJSP no biênio 2020/2021, desembargador Geraldo Francisco Pinheiro Franco, saudou os colegas como orador em nome do Tribunal.  “Mauricio e Ana Maria representam nomes consagrados como juízes, de fina estirpe intelectual e moral, e que, no curso dos anos, e agora ainda mais, dedicarão suas melhores ações aos que buscam, para seus direitos doentes, a cura da Justiça. São Independentes, íntegros e estudiosos, agem com simplicidade e marcante lealdade. O Tribunal de Justiça está em festa e recebe de braços abertos os novos desembargadores”, disse o orador.

Ao usar a palavra, a desembargadora Ana Maria Alonso Baldy contou um pouco de sua história de vida e exaltou a memória dos pais, Bento e Maria Alonso, em cujos braços “conheceu o amor, o carinho e o respeito”. A magistrada também falou de sua paixão pela carreira. “A Magistratura me tirou da ilusão, me mostrou a realidade nua e crua do sofrimento do meu semelhante e me deu a oportunidade de amadurecer, de entender as necessidades das outras pessoas, buscando a harmonia social”, declarou. “Agora, como desembargadora do TJSP, o maior Tribunal de Justiça do Brasil, reforço o meu compromisso de mais e melhor servir àqueles que necessitam de ajuda na solução dos seus conflitos”, disse a empossada, antes de prestar agradecimentos a familiares e amigos.

Gratidão também foi a tônica do discurso do desembargador Mauricio Henrique Guimarães Pereira Filho, que fez especial menção à figura do pai, Mauricio, a quem se referiu como um “exemplo de retidão de caráter”. Em seguida, ressaltou o compromisso com a melhor prestação jurisdicional. “Não tenho mais o mesmo vigor dos 20 anos, quando aqui ingressei. Porém, após mais de três décadas de judicatura, acredito que posso compensá-lo com a experiência que adquiri e, assim, permanecer por muito tempo”, disse o magistrado. Citando pensamentos de Ariano Suassuna, ele reforçou a esperança de que, mesmo em um Brasil dividido pela desigualdade social, “a Justiça alcance, um dia, a todos em nosso país”.

O presidente Ricardo Mair Anafe reiterou as palavras de seu antecessor, orador do TJSP na solenidade, ao qualificar os empossados como exemplos de compromisso e ampla dedicação ao exercício da Magistratura por mais de 30 anos. “As comarcas forjam grandes juízes. Vossas excelências venceram todos os desafios diários do juiz de direito. Chegar ao ápice da carreira é o reconhecimento de todo esse esforço. Sejam bem-vindos e tenham muito orgulho deste Tribunal e das togas que vestem”, disse o desembargador, ao encerrar a cerimônia.

 

Mauricio Henrique Guimarães Pereira Filho – Nasceu em Guarulhos (SP), em 1962. Graduou-se em Direito pelas Faculdades Metropolitanas Unidas (FMU), turma de 1984. Começou na Magistratura em 1990, como juiz substituto da 51ª Circunscrição Judiciária, com sede em Caraguatatuba. Atuou também nas comarcas de Amparo, Santa Branca, Sumaré, Suzano, São Paulo e Campinas. Em 2015, foi promovido a juiz substituto em 2º grau.

Ana Maria Alonso Baldy – Nasceu em Sorocaba (SP), em 1964. Graduou-se pela Faculdade de Direito de Sorocaba, turma de 1986. Ingressou na Magistratura em 1990, como juíza substituta da 49ª Circunscrição Judiciária, com sede na comarca de Itapeva. Também judicou em Miracatu, Santos, Sorocaba e São Paulo, sendo promovida, em 2016, ao cargo de juíza substituta em 2º grau.

 

Também prestigiaram a cerimônia o secretário de Estado da Justiça e Cidadania, Fábio Prieto, representando o governador; os integrantes do Conselho Superior da Magistratura, desembargadores Guilherme Gonçalves Strenger (vice-presidente), Fernando Antonio Torres Garcia (corregedor-geral da Justiça), José Carlos Gonçalves Xavier de Aquino (decano), Artur César Beretta da Silveira (presidente da Seção de Direito Privado), Wanderley José Federighi (presidente da Seção de Direito Público) e Francisco José Galvão Bruno (presidente da Seção de Direito Criminal); o presidente do Tribunal Regional Eleitoral de São Paulo, desembargador Paulo Sérgio Brant de Carvalho Galizia; o presidente do Tribunal de Justiça Militar do Estado de São Paulo, juiz Orlando Eduardo Geraldi; a deputada estadual Maria Lúcia Amary; o secretário especial de Assuntos Eleitorais do Ministério Público do Estado de São Paulo, procurador de Justiça Luiz Fernando Rodrigues Pinto Junior, representando o procurador-geral de Justiça; o procurador do Estado da Subprocuradoria do Contencioso Geral, Caio Gentil Ribeiro, representando a procuradora-geral; a assessora da Secretaria Municipal de Justiça, Cleusa Guimarães, representando o prefeito de São Paulo; a ouvidora do TJSP e ouvidora auxiliar regional da Mulher da Região Sudeste do Conselho Nacional de Justiça, desembargadora Ligia Cristina de Araújo Bisogni; o ouvidor substituto do TJSP, desembargador Afonso de Barros Faro Júnior; o vice-presidente da União Internacional de Magistrados e vice-presidente da Associação Paulista de Magistrados (Apamagis), desembargador Walter Barone, representando a presidente da Apamagis; o vice-presidente da Ordem dos Advogados do Brasil – Seção São Paulo, Leonardo Sica, representando a presidente; a presidente do Instituto Paulista de Magistrados, juíza Ana Maria Brugin; o vice-presidente da Associação Paulista do Ministério Público, Gabriel Bittencourt Perez, representando o presidente; o diretor adjunto da Associação dos Advogados de São Paulo, Antonio Carlos de Oliveira Freitas, representando o presidente; o chefe da Assessoria Policial Militar do TJSP, coronel PM Miguel Elias Daffara, representando o comandante-geral; o delegado de polícia da Secretaria do Conselho da Polícia Civil, Osmar Guimarães Junior, representando o delegado-geral; o chefe da Assessoria Policial Civil do TJSP, delegado de polícia Tiago Antonio Salvador; o tenente de Exército Anthony Brian de Araújo Paterno, representando o Comando Militar do Sudeste; além de desembargadores, juízes, integrantes do Ministério Público, defensores públicos, advogados, autoridades civis e militares, amigos e familiares dos empossados e servidores da Justiça.

 

Mais fotos no Flickr.

 

Comunicação Social TJSP – RD (texto) / KS e PS (fotos)

imprensatj@tjsp.jus.br

 

O NABALANCANF APENAS REPOSTA A NOTÍCIA QUE SE FEZ PÚBLICA SEM TECER QUALQUER COMENTÁRIO A RESPEITO DA MATÉRIA OU SE RESPONSABILIZAR PELA MESMA. TEM O CUNHO MERAMENTE INFORMATIVO.
Fonte
TJSP

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

17 − cinco =

Especialista

Olá! você têm alguma dúvida?