DESEMBARGADORA SUELY MAGALHÃES, 2ª VICE-PRESIDENTE DO TJRJ, FIRMA PARCERIA POR JOVENS EM CUMPRIMENTO DE MEDIDAS SOCIOEDUCATIVAS

A segunda vice-presidente e supervisora do Grupo de Monitoramento e Fiscalização do Sistema Carcerário do Tribunal de Justiça do Rio, desembargadora Suely Lopes Magalhães, participou nesta terça-feira (18/7) da assinatura de uma parceria inédita para capacitação socioprofissional de jovens em semiliberdade, assim como de seus familiares e egressos do Departamento Geral de Ações Socioeducativas do Rio de Janeiro (Degase-RJ).

A iniciativa, que conta com a parceria do Senac RJ e do Degase – vinculado à Secretaria Estadual de Educação -, visa capacitar esses jovens em cursos socioemocionais e de informática fundamental, que serão oferecidos em unidades do Senac RJ e em Centros Socioeducativos do Novo Degase, além de proporcionar acesso a vagas em cursos regulares da instituição de ensino.

“É uma grande honra participar desse evento, pois o Tribunal de Justiça do Rio, através da Segunda Vice-Presidência, está presente desde o início das tratativas. Todas as vezes que batemos às portas do Senac ele nos atendeu, assim como o Governo do Estado e o Degase, que têm sido grandes parceiros. Essa assinatura é mais que um avanço, estamos fazendo acontecer algo há muito tempo planejado e a finalidade é que esses meninos e meninas saiam do cumprimento das medidas socioeducativas com capacidade para exercer sua cidadania”, disse a desembargadora Suely Lopes Magalhães durante o evento. Ela lembrou, ainda, de todos os juízes da Infância que lutam por essa causa, em especial o juiz Sergio Luiz Ribeiro de Souza, titular da 4ª Vara da Infância, da Juventude e do Idoso da Capital.

Todos os alunos do projeto terão acesso a vagas gratuitas de cursos de qualificação em diversas áreas de atuação, como tecnologia, inovação, beleza, gastronomia, turismo, moda, design, turismo, hospitalidade, entre outros, incluindo lançamentos. Os jovens poderão escolher o que cursar em ambiente de aprendizagem regular de ensino nas unidades Senac RJ.

 

O presidente do Sistema Fecomércio RJ, Antonio Florencio de Queiroz Junior, afirmou que a iniciativa é um presente para a sociedade fluminense. “O Senac RJ tem compromisso com a transformação social e nada transforma mais a sociedade que a educação. Temos orgulho de fazer parte desse projeto que visa inclusão desses jovens no mercado profissional.”

A participação da desembargadora Suely Lopes Magalhães foi destacada na fala do diretor regional do Senac RJ, Sérgio Ribeiro: “Agradeço à desembargadora Suely, que foi importantíssima nesse processo. Há muito tempo temos conversado com os juízes da área da Infância do Tribunal de Justiça do Rio sobre o que podíamos fazer para transformar o futuro desses jovens e colocá-los no mercado de trabalho”, disse o diretor do Senac.

O diretor geral do Degase, Victor Hugo Poubel, contou que hoje existem cerca de 700 jovens cumprindo medidas socioeducativas e que a reincidência chega a 46%. “Queremos reduzir esse número para 4%, pois nossa intenção é que os jovens continuem a fazer os cursos após cumprirem as medidas”, explicou.

A primeira-dama do Estado, Analine Castro, encerrou as falas reafirmando a importância da união de forças entre Governo, Tribunal de Justiça e Degase. “Hoje é um dia muito importante para essas instituições, mas principalmente para a sociedade, que há muito tempo espera iniciativas como essa.”

A assinatura da parceria foi realizada na sede da Fecomércio RJ e contou com a participação do diretor do GMF do Tribunal de Justiça do Rio, Roberto Martins; da representante do Conselho Nacional de Justiça e coordenadora estadual do Programa Fazendo Justiça, Mariana Leiras; da defensora pública, subcoordenadora da Infância e Juventude e membro do GMF Angélica Rodrigues Silveira, além de representantes do Poder Judiciário, do Senac RJ, do Degase.

 

SF/FS

Foto: Luiz Henrique Vicent/ TJRJ

O NABALANCANF APENAS REPOSTA A NOTÍCIA QUE SE FEZ PÚBLICA SEM TECER QUALQUER COMENTÁRIO A RESPEITO DA MATÉRIA OU SE RESPONSABILIZAR PELA MESMA. TEM O CUNHO MERAMENTE INFORMATIVO.
Fonte
TJRJ

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

dezenove − dezoito =

Especialista

Olá! você têm alguma dúvida?