DESEMBARGADOR RICARDO RODRIGUES CARDOZO COMPLETA AMANHÃ SEIS MESES DE GESTÃO DO TJRJ

Modernização, Responsabilidade Social e Sustentabilidade pautam transformação

A marca dos seis meses da gestão do presidente do Tribunal de Justiça do Estado do Rio de Janeiro (TJRJ), desembargador Ricardo Rodrigues Cardozo, evidencia a construção de um legado. Anteriormente diretor da Escola da Magistratura do Estado do Rio de Janeiro (Emerj) e corregedor-geral da Justiça, o presidente tem canalizado suas experiências para superar os desafios do principal posto do Judiciário fluminense.

Os resultados obtidos sob sua administração até aqui são motivo de satisfação. Apesar de considerar que a burocracia freia a velocidade de soluções mais ágeis, avalia que muitas conquistas já foram realizadas.

O foco principal da gestão em 180 dias é a modernização da infraestrutura tecnológica do tribunal. No horizonte de dois anos, o TJRJ prevê a aquisição de 22 mil novos equipamentos, entre notebooks e computadores. “Ao final da gestão, todo o nosso parque tecnológico estará renovado”, afirmou o desembargador.

Essa modernização não se limita a novos dispositivos. O sistema de informática do tribunal também está sendo estabilizado e a aquisição de espaço em nuvem privada está em andamento, visando uma solução mais segura e eficiente. Além disso, o sistema de transmissão de dados também está sendo substituído.

O desembargador Ricardo Cardozo mencionou ainda a implementação da reestruturação administrativa do Tribunal e a criação da sala de governança. Até o fim do ano, o TJRJ deve inaugurar o Espaço de Inovação IdeiaRio, um laboratório destinado ao desenvolvimento de soluções inovadoras para tornar a jurisdição mais ágil.

Quando questionado sobre o equilíbrio entre as expectativas e a realidade de sua gestão até agora, o presidente respondeu com otimismo e determinação: “Não há atrasos. A ansiedade existe, mas tudo está conforme o cronograma. Sou um magistrado de formação com espírito empreendedor. Gostaria que tudo acontecesse mais rápido. Ainda assim, tudo dará certo.”

Em relação à vida pessoal, o desembargador falou sobre o orgulho que sente de seu pai, desembargador Estenio Cantarino Cardozo, falecido em 2018, e a importância de honrar seu nome. Além disso, destacou a ética, a moral e a educação como os principais valores a serem transmitidos às futuras gerações.

 

Além da tecnologia: mudanças administrativas mostram primeiros resultados 

Sob o comando do desembargador Ricardo Cardozo, o TJRJ não se limita a promessas de modernização e inovação tecnológica, mas também demonstra compromisso com a comunidade e com o meio ambiente. As novas Secretarias de Compliance, Sustentabilidade e Responsabilidade Social indicam a intenção do TJRJ de estar em conformidade com as melhores práticas e atender às demandas contemporâneas da sociedade.

A reforma administrativa, que inclui a criação da sala de governança e do IdeiaRio, é um  esforço que busca aprimorar a eficiência e eficácia dos processos judiciais. O TJRJ está se transformando em um espaço mais aberto, onde boas ideias podem ser propostas e implementadas para melhorar os serviços judiciais.

As ações voltadas para a sustentabilidade e a responsabilidade social também têm um papel fundamental na gestão. Os programas sociais e uma parceria com o Unicef denotam compromisso do TJRJ com o impacto positivo na comunidade e com a criação de oportunidades para os jovens.

Com o entendimento de que tem muito a contribuir para a sociedade e o estado do Rio de Janeiro, o TJRJ tem estreitado os laços institucionais com os outros Poderes, enfatizando a importância da harmonia entre eles para o desenvolvimento do estado e seu protagonismo no cenário nacional.

Um dos principais objetivos de administração do presidente Ricardo Cardozo é proporcionar segurança jurídica ao empresariado, modernizando a instituição, que, para tanto, iniciou a instalação de Câmaras Empresariais no TJRJ.

 

Iniciativas e Ações da Gestão 

Manual de Linguagem Simples: O TJRJ lançou o Manual de Linguagem Simples, buscando facilitar a compreensão do cidadão com relação ao serviço jurídico, tornando a comunicação mais clara, objetiva, acessível e inclusiva.

Criação de uma sala de governança e do IdeiaRio: o projeto de criação de uma sala de governança e do IdeiaRio, um espaço dedicado a receber sugestões de boas práticas, está em andamento. A ideia é descobrir soluções dentro das atividades rotineiras dos magistrados.

Prêmio Selo de Boas Práticas do Poder Judiciário do Estado do Rio de Janeiro: a premiação foi criada para reconhecer as melhores práticas dentro do Judiciário fluminense.

XLIX Concurso para Ingresso no Cargo de Juiz Substituto do TJRJ: a realização de um novo concurso para o cargo de juiz substituto visa à formação de um cadastro de reserva para preenchimento eventual pelo Poder Judiciário.

Investimentos em Tecnologia da Informação: destaque para a modernização do Processo Judicial Eletrônico (PJe) e a capacitação de magistrados e servidores para sua utilização. Além disso, mais de 20 mil novos computadores serão adquiridos para substituir as máquinas mais antigas do tribunal.

Ações de Sustentabilidade e Responsabilidade Social: diversas ações de impacto social têm sido realizadas, incluindo o programa “Justiça pelos Jovens”, a parceria com o Unicef para a proteção da infância e da juventude, a Justiça Itinerante, a ampliação da parceria com o Instituto dos Pretos Novos, e a revisão do Plano de Gerenciamento de Resíduos Sólidos do Poder Judiciário.

FB/MB

Fotos: Brunno Dantas/TJRJ

O NABALANCANF APENAS REPOSTA A NOTÍCIA QUE SE FEZ PÚBLICA SEM TECER QUALQUER COMENTÁRIO A RESPEITO DA MATÉRIA OU SE RESPONSABILIZAR PELA MESMA. TEM O CUNHO MERAMENTE INFORMATIVO.
Fonte
TJRJ

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

3 × três =

Especialista

Olá! você têm alguma dúvida?