Crianças e adolescentes participam de jogo de futebol feminino do Corinthians

Divulgação do programa Adote um Boa-Noite.

 

Uma ação do Departamento de Responsabilidade Social e Cidadania do Corinthians em parceria com o Tribunal de Justiça de São Paulo viabilizou a participação de crianças e adolescentes que vivem em casas de acolhimento de São Paulo em um jogo de futebol nesta segunda-feira (5). Cerca de 30 meninas e meninos puderam acompanhar a partida do time feminino do clube, que lidera o Campeonato Brasileiro, contra o time do Flamengo. Uma parte dos torcedores era de jovens que fazem parte do programa Adote um Boa-Noite, voltado para a adoção de crianças com mais de oito anos e/ou com alguma deficiência. O clube apoia o programa desde seu lançamento, em 2017.
Onze crianças entraram em campo com as jogadoras e seis participaram do desafio no intervalo, no estádio Alfredo Schürig, a Fazendinha. Elas tentaram fazer um gol da linha de pênalti, tendo o mascote do clube como goleiro. Todas usavam camisetas do Programa Adote um Boa-Noite, com o endereço do site: www.tjsp.jus.br/adoteumboanoite. A ação também busca a inclusão social e o estímulo ao esporte. Entre as jovens, algumas sonham em jogar futebol e puderam encontrar as inspiradoras craques do clube paulista.
Segundo dados divulgados pelo Sistema Nacional de Adoção e Acolhimento, do Conselho Nacional de Justiça (CNJ), há 33,9 mil pretendentes cadastrados e cerca de 4,3 mil crianças disponíveis para adoção no país. A discrepância entre estes números se deve ao fato de a maioria dos pretendentes se cadastrarem para adoção de bebês e crianças menores. O Adote um Boa-Noite se destaca na contramão dessas estatísticas. Já promoveu a adoção de 74 jovens e, atualmente, há 35 acolhidos em alguma fase do processo de adoção. Em 2018, o programa foi reconhecido nacionalmente entre as práticas mais inovadoras do Poder Judiciário ao vencer o Prêmio Innovare, o mais renomado na comunidade jurídica do Brasil.

Mais fotos no Flickr.

Comunicação Social TJSP – CA (texto) / PS (fotos)
imprensatj@tjsp.jus.br

O NABALANCANF APENAS REPOSTA A NOTÍCIA QUE SE FEZ PÚBLICA SEM TECER QUALQUER COMENTÁRIO A RESPEITO DA MATÉRIA OU SE RESPONSABILIZAR PELA MESMA. TEM O CUNHO MERAMENTE INFORMATIVO.
Fonte
TJSP

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

8 + oito =

Especialista

Olá! você têm alguma dúvida?