Conciliação em 2º Grau no TJ homologa acordo milionário entre condomínio e construtora

O Programa de Conciliação e Mediação de Segundo Grau, vinculado à Cojepemec, registrou a homologação de seu primeiro acordo em 2023, no valor de R$ 1.366.870,97.

A causa, que decorre de um litígio entre um condomínio e uma construtora, foi protocolada em 2020, de modo que, após sua regular tramitação, teve audiência conciliatória de segundo grau realizada em dezembro de 2022. A partir do ato as partes compuseram amigavelmente, conforme peticionamento conjunto, e o pleito acabou homologado na última segunda-feira (9/1) pelo desembargador relator.

“Algumas vezes o conflito não é resolvido em audiência, no entanto o acolhimento e a conversa realizados no ato abrem caminho para uma nova perspectiva de diálogo, que geralmente culmina na solução do litígio”, analisa o conciliador André Sada Graff, que presidiu a sessão.

Uma vez que a conciliação pode ocorrer a qualquer tempo e em qualquer fase processual, o Programa de Conciliação e Mediação de Segundo Grau do TJSC, acrescenta André, permanece à disposição das partes e desembargadores para a realização de audiências de conciliação/mediação, sempre em busca dos métodos adequados para a solução de conflitos.

Imagens: Divulgação/Freepik
Conteúdo: Assessoria de Imprensa/NCI
Responsável: Ângelo Medeiros – Reg. Prof.: SC00445(JP)

O NABALANCANF APENAS REPOSTA A NOTÍCIA QUE SE FEZ PÚBLICA SEM TECER QUALQUER COMENTÁRIO A RESPEITO DA MATÉRIA OU SE RESPONSABILIZAR PELA MESMA. TEM O CUNHO MERAMENTE INFORMATIVO.
Fonte
TJSC

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

2 × 2 =

Especialista

Olá! você têm alguma dúvida?