Cláudio Castro determina o cancelamento da prova objetiva do concurso da PM

Governador também determinou abertura de processo para apurar falhas e punir os responsáveis

O governador Cláudio Castro determinou que a primeira etapa do concurso da Polícia Militar, a prova objetiva, realizada no último fim de semana, seja cancelada. Uma sindicância e um processo administrativo foram abertos para apurar as falhas durante a realização da prova. O Instituto Brasileiro de Apoio e Desenvolvimento Executivo (Ibade), responsável pelo concurso, foi notificado ontem.

“Contratamos uma empresa para realizar um concurso e o que vimos no último fim de semana é inadmissível. Diante do que foi amplamente mostrado nas redes sociais, e em respeito aos candidatos que agiram corretamente, não me resta outra alternativa que não seja cancelar a prova objetiva” disse o governador.

Cláudio Castro destacou o grande número de inscritos para o concurso da Polícia Militar – o maior da história. No total, 119.541 candidatos se inscreveram para disputar 2 mil vagas. A prova foi realizada em 121 locais no Rio, Duque de Caxias, Nova Iguaçu e Niterói.

“A enorme procura demonstra o quanto estamos valorizando aquela que é uma das carreiras profissionais mais importantes e valorizadas pela minha administração” acrescentou.

O governador tranquilizou os inscritos no concurso: “Quem se inscreveu pode ficar tranquilo que em breve vamos anunciar as novas datas para a realização das provas, que acontecerão ainda este ano.”

Fonte: Governo do Estado

O NABALANCANF APENAS REPOSTA A NOTÍCIA QUE SE FEZ PÚBLICA SEM TECER QUALQUER COMENTÁRIO A RESPEITO DA MATÉRIA OU SE RESPONSABILIZAR PELA MESMA. TEM O CUNHO MERAMENTE INFORMATIVO.
Fonte
JORNAL TERCEIRA VIA

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

5 × quatro =

Especialista

Olá! você têm alguma dúvida?