Centenas de pessoas visitam prédios do TJSP na 21ª Semana Nacional de Museus

Palácio da Justiça e sede do Museu na programação.
O Tribunal de Justiça de São Paulo abriu suas portas para centenas de pessoas durante a 21ª Semana Nacional de Museus, coordenada pelo Instituto Brasileiro de Museus (Ibram), realizada em todo o país entre os dias 15 e 21 de maio. Foram promovidas visitas monitoradas no Palácio da Justiça, prédio histórico e sede do Tribunal, e no Palacete Conde de Sarzedas, que abriga o Museu do TJSP.
As visitas ao Palácio da Justiça ocorreram no sábado (20), em três sessões, com público de mais de 300 pessoas. Os participantes puderam conhecer mais sobre a história do Judiciário paulista e sua estrutura atual, além de um tour guiado pelos ambientes simbólicos do edifício, como o Tribunal do Júri, o Salão dos Passos Perdidos, o Salão Nobre Ministro Costa Manso e a biblioteca.
Já no Palacete Conde de Sarzedas foram oito visitas presenciais nos dias 20 e 21, com destaque para sessões especiais que aconteceram no Dia Internacional dos Museus, celebrado em 18 de maio, além de seis visitas telepresenciais durante a semana. Ao todo, cerca de 475 pessoas tiveram contato com o vasto acervo, processos e documentos marcantes, símbolos do Judiciário, móveis centenários e arquitetura do local. Entre os itens, está a coleção Luiz Gama, em homenagem ao icônico jurista do século XIX, uma intervenção sobre aspectos documentais e históricos do Palacete e apresentações musicais promovidas por servidores do TJSP.
Muito estudantes de Direito estavam entre os visitantes e puderam complementar os estudos sobre leis e teorias com uma experiência prática em dois dos edifícios do Judiciário paulista. “Sempre tive muito curiosidade para conhecer a história e o que aconteceu muito antes de tudo aquilo que estudamos nas salas de aula. Foi minha primeira vez no Palácio e aprendi bastante”, disse Natália Menezes, aluna do 3º semestre da graduação. Para Clarice Moraes Reis, coordenadora do curso de Direito da Universidade Nove de Julho, a visita teve um significado enorme para a formação dos alunos. “A imponência do Tribunal desperta nos alunos o compromisso e a responsabilidade que profissional do Direito deve ter. Só temos a agradecer pelo TJSP abrir suas portas aos estudantes e à população em geral”, afirmou.
Ricardo Felício Scaff, juiz diretor do Fórum de Guarulhos e professor de Direito, lembrou as visitas que realizou ao Tribunal quando era estudante e destacou a importância que tiveram em sua formação e trajetória como magistrado. Ele também falou sobre as visitas presenciais não apenas para alunos e profissionais da área, mas para todos os jurisdicionados. “O conteúdo arquitetônico desses prédios tem uma história, uma verdadeira viagem ao passado. É interessante que as pessoas tenham conhecimento de como tudo começou”, disse o juiz.
Visitas monitoradas – O Palácio da Justiça e o Palecete Conde de Sarzedas estão disponíveis para visitação gratuita, presenciais ou virtuais, mediante agendamento. Em caso de dúvidas ou mais informações, os interessados podem encaminhar e-mail para visitas@tjsp.jus.br.

 

Comunicação Social TJSP – RD (texto) / RO (fotos)
imprensatj@tjsp.jus.br
O NABALANCANF APENAS REPOSTA A NOTÍCIA QUE SE FEZ PÚBLICA SEM TECER QUALQUER COMENTÁRIO A RESPEITO DA MATÉRIA OU SE RESPONSABILIZAR PELA MESMA. TEM O CUNHO MERAMENTE INFORMATIVO.
Fonte
TJSP

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

dezessete − 15 =

Especialista

Olá! você têm alguma dúvida?