CASO JOÃO PEDRO: 4ª VARA CRIMINAL DE SÃO GONÇALO INTERROGA OS TRÊS POLICIAIS CIVIS ACUSADOS PELA MORTE DO ADOLESCENTE

O juízo da 4ª Vara Criminal de São Gonçalo interrogou, nesta quarta-feira (13/9), os três policiais civis acusados pela morte do adolescente João Pedro Mattos Pinto, de 14 anos, baleado com um tiro de fuzil, em maio de 2020, durante uma operação conjunta das polícias Civil e Federal no Complexo do Salgueiro, em São Gonçalo. Lotados na Coordenadoria de Recursos Especiais (Core) – Mauro José Gonçalves, Maxwell Gomes Pereira e Fernando de Brito Meister – foram denunciados pelo crime (homicídio qualificado). Na audiência de Instrução e Julgamento de hoje, também prestou depoimento como testemunha, o policial civil Fabio Vieira.

Com a conclusão dos interrogatórios o juízo encerrou a fase de instrução criminal e acolheu o pedido da defesa dos réus, estipulando prazo de cinco dias para o Ministério Público do Estado do Rio de Janeiro apresentar os nomes e qualificação técnica dos peritos responsáveis pelo laudo pericial elaborado pelo MPRJ. Também foi deferido o pedido da defesa para revogação das medidas cautelares impostas aos réus.

Após o MPRJ apresentar as informações determinadas pelo juízo, o processo seguirá para a fase de apresentação de alegações finais pelo MPRJ, assistente de acusação e defesa. Cada uma das partes terá um prazo de 10 dias para se manifestar, nesta ordem. Ao término dessa fase, o juízo decidirá se os réus serão levados a júri popular.

Processo nº: 0040480-71.2021.8.19.0004

O NABALANCANF APENAS REPOSTA A NOTÍCIA QUE SE FEZ PÚBLICA SEM TECER QUALQUER COMENTÁRIO A RESPEITO DA MATÉRIA OU SE RESPONSABILIZAR PELA MESMA. TEM O CUNHO MERAMENTE INFORMATIVO.
Fonte
TJRJ

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

15 − quinze =

Especialista

Olá! você têm alguma dúvida?