Campanha de Economia de Recursos é lançada no Dia Mundial do Meio Ambiente

Na segunda-feira (5/6), celebra-se o Dia Mundial do Meio Ambiente, data criada pela Assembleia Geral das Nações Unidas (ONU) em 1972, durante a Conferência de Estocolmo, na Suécia. Desde então, representantes da iniciativa pública e privada, além de cidadãos em geral, usam esse dia como momento de reflexão sobre o que têm feito para melhoria das condições do planeta, com foco no presente e no que se pretende construir para deixar às futuras gerações.

O Tribunal de Justiça Militar do Estado de Minas Gerais tem feito sua parte nesse sentido, em diversas frentes. Em uma delas está a Campanha de Economia de Recursos, que converge iniciativas da Comissão Gestora do Plano de Logística Sustentável (GPLS) e outros setores, como a Diretoria Administrativa e o Almoxarifado. A Campanha, que começa a ser divulgada neste 5 de junho, visa compartilhar com servidores mensagens simples com rotinas do dia a dia que devem ser observadas para colaborar com a preservação do meio ambiente, ajudar na economia de recursos do órgão e, em alguns casos, também reforçar a segurança das instalações e de seus usuários.

Entre essas mensagens, por exemplo, está o alerta de que, se for ligar o ar condicionado, é necessário manter as portas e janelas do ambiente fechadas. Isso evita o desperdício de ar climatizado e, consequentemente, gera economia de energia elétrica. A mensagem também lembra que, ao final do expediente, é preciso desligar o aparelho, o que evita problemas mecânicos e elétricos.

Outras mensagens versam sobre observar se as torneiras estão fechadas ou se foi detectado algum vazamento; apagar as luzes das salas ao sair do ambiente e desligar os aparelhos eletro-eletrônicos, de computadores a eletrodomésticos utilizados nas copas; e fechar o registro do botijão de gás, também no caso de quem trabalha nas copas do TJMMG. Essas informações serão compartilhadas em cartazes e pelo aplicativo de mensagem Spark, adotado para comunicações internas no Tribunal, tudo para reforçar que pequenas atitudes podem gerar grandes benefícios para a sociedade e o planeta como um todo.

Descarte consciente

Outra frente de trabalho da Justiça Militar mineira em prol do meio ambiente está em vigor desde 2022, quando foi iniciada a campanha Descarte Consciente, que resultou em um convênio do TJMMG com a Associação dos Catadores de Papel, Papelão e Materiais Recicláveis ​​- Asmare, que faz parte do Movimento Nacional dos Catadores de Materiais Recicláveis. O convênio, que foi precedido por palestras de orientação a magistrados, servidores e colaboradores terceirizados sobre o descarte correto de resíduos, objetiva reciclar e destinar adequadamente os resíduos sólidos produzidos na Justiça Militar, gerando renda para 123 catadores.

Essa ação coloca em prática um dos indicadores do PLS, de acordo com as orientações do Conselho Nacional de Justiça (CNJ), e foca na sustentabilidade com o objetivo de reduzir e monitorar a geração de resíduos. Mas não é só o convênio com a Asmare que assegura isso. Uma parceria com o Sinjus – Sindicato dos Servidores da Justiça de 2ª Instância do Estado de Minas Gerais garante o descarte correto de pilhas, basta que, para isso, elas sejam deixadas em um ponto de coleta específico localizado no térreo do TJMMG, ao lado dos elevadores, para que mensalmente o sindicato faça a retirada.

Fonte: TJMMG

O NABALANCANF APENAS REPOSTA A NOTÍCIA QUE SE FEZ PÚBLICA SEM TECER QUALQUER COMENTÁRIO A RESPEITO DA MATÉRIA OU SE RESPONSABILIZAR PELA MESMA. TEM O CUNHO MERAMENTE INFORMATIVO.
Fonte
CNJ

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

um × 4 =

Especialista

Olá! você têm alguma dúvida?