Ao Livro Verde: Projeto de Rodrigo Bacellar visa tornar livraria patrimônio histórico e cultural do Estado

“Vai seguir aberta e preservada” afirma o deputado

Uma livraria com quase 180 anos de história, a mais antiga do Brasil em atividade, poderá ganhar um importante reconhecimento. O Deputado Estadual Rodrigo Bacellar protocolou Projeto de Lei que busca declarar a “Livraria e Papelaria Ao Livro Verde”, fundada em 1844, como patrimônio histórico e cultural do Estado do Rio de Janeiro.

Localizada em Campos dos Goytacazes, a livraria não apenas sobreviveu ao tempo, mas também testemunhou transformações cruciais da história brasileira, desde os tempos do comércio marítimo até as mudanças republicanas. O projeto de lei visa a proteção legal da livraria, bem como a preservação de seu significado cultural para as futuras gerações.

“Com essa iniciativa, buscamos honrar nosso passado e garantir que esse legado literário continue a inspirar as gerações futuras”, destaca Rodrigo Bacellar. Agora, o projeto segue para análise na Assembleia Legislativa do Estado do Rio de Janeiro, representando um passo importante na preservação do patrimônio cultural da região.

Debate na Câmara

A situação da livraria Ao Livro Verde foi debatida em audiência pública realizada na Câmara Municipal de Campos dos Goytacazes na últimasegunda-feira (14). O debate foi realizado por requerimento do presidente do Legislativo, vereador Marquinho Bacellar, que acatou a proposta de criar uma comissão técnica para discutir o tema.

O NABALANCANF APENAS REPOSTA A NOTÍCIA QUE SE FEZ PÚBLICA SEM TECER QUALQUER COMENTÁRIO A RESPEITO DA MATÉRIA OU SE RESPONSABILIZAR PELA MESMA. TEM O CUNHO MERAMENTE INFORMATIVO.
Fonte
JORNAL TERCEIRA VIA

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

um × cinco =

Especialista

Olá! você têm alguma dúvida?