A programação do CCJF para maio apresenta duas novas exposições, boa música, cursos, teatro e muito mais*

A programação do Centro Cultural Justiça Federal (CCJF) para o mês de maio está imperdível com duas novas exposições, música, teatro, cursos e muito mais.

Confira abaixo os detalhes das atividades programadas.

A programação completa e atualizada pode ser acessada pelo site do CCJF.

Centro Cultural Justiça Federal – CCJF
Endereço: Avenida Rio Branco nº 241, Centro, Rio de Janeiro, RJ.
Telefone: +55 21 3261-2550
Horário de funcionamento: de terça a domingo das 11h às 19h.

MÚSICA

Série Violões da AV-Rio apresenta Duo Madri

Neste recital da Série Violões da AV-Rio, o Duo Madri, formado pelas violonistas Adriana Ballesté e Mara Lúcia Ribeiro, propõe uma viagem que se inicia com o classicismo de C. G. Scheidler, um virtuose alemão do alaúde e do violão, segue com obras impressionistas de Fauré e Debussy e finaliza com obras emblemáticas dos repertórios latino-americanos e do nacionalismo espanhol.

Data: 6/5
Horário: às 17h
Público-alvo: músicos, amantes da música, interessados em música clássica e público em geral
Classificação indicativa: livre
Valor: R$10,00 (inteira) e R$5,00 (meia-entrada)
Local: Sala de Sessões

Saiba mais

Pizindim

No ano em que se completa 50 anos da partida de Pixinguinha o septeto vocal/percussivo Ordinarius lança um álbum dedicado à sua obra, mergulhando em suas composições. Clássicos como “Um a Zero”, “Urubatã” e “Lamentos” estão presentes no projeto, que visita um repertório marcado pelas formações instrumentais de choro em versões que utilizam as vozes como instrumentos principais e as percussões como complementos cheios da riqueza da rítmica brasileira. O resultado é surpreendente e mostra mais uma vez a genialidade deste que foi um dos mais importantes músicos brasileiros de todos os tempos, peça fundamental na criação do choro, este gênero tão reconhecido pelo Brasil e pelo mundo.

Data: 10/5
Horário: às 19h
Público-alvo: pessoas de todas as idades interessadas em Música Popular Brasileira
Classificação indicativa: livre
Valor: R$60,00 (inteira) e R$30,00 (meia-entrada)
Local: Teatro

Saiba mais

Música no Museu

Tendo em vista o sucesso da série Os Imortais da Música Brasileira e os Gênios Internacionais, Música no Museu ampliou para maio um programa movimentado que passeia pela música internacional e brasileira ressaltando os seus grandes autores.

Músico: Eduardo Camenietzki, violão

Programa:

1- Lundu da Marquesa de Santos – (Original Canto e Piano) H.Villa-Lobos.

2- Gipsy Song – (Original canto e piano) A. Dvorak.

3- Meu Amor- Valsa ( Original para Piano) Raphael Melillo.

4- Dança Polonesa ( Prelúdio original para Piano) F. Chopin.

5- Três temas judaicos ( Hija mia, Quando El Rei Nimrod, Rosh há Shanah).

6- Dois Sambas imortais: Seguiremos (Herivelto Martins) e Menina Moça (Coronel).

7- Dois sucessos Imortais (de Tom Jobim.)

Data: 11/5
Horário: às 18h
Público-alvo: público em geral, especialmente amantes de música clássica, músicos e pessoas interessadas em espetáculos de alto nível artístico.
Classificação indicativa: livre
Valor: gratuito
Local: Sala de Sessões
Mais informações: https://www.musicanomuseu.com.br/

Saiba mais

Guerreiras!

O espetáculo tem como objetivo contar a história de mulheres que conquistaram seus lugares na história e que mudaram a visão de uma sociedade inteira por décadas ou séculos. O espetáculo divide-se em dois atos, o primeiro aborda sobre vários tipos de violências sofridas e o segundo ato traz à luz o empoderamento, onde acreditamos que o conhecimento e a sororidade são nossas armas. O repertório apresenta obras que remetem às ações dessas mulheres e a visão machista sobre elas.

O projeto trata da influência da música africana através da música de concerto que é interpretada pelo DUO PRETAS, tendo Sulamita Lage ao piano e a soprano Ana Lia, que conduzem o público a reflexões sobre negritude, mulher negra, racismo, beleza e empoderamento através da música de concerto brasileira.

Data: 17/5
Horário: às 19h
Público-alvo: todos os interessados em apreciar e conhecer o repertório composto sobre o universo negro
Classificação indicativa: 14 anos
Valor: R$30,00 (inteira) e R$15,00 (meia-entrada)
Local: Teatro

Saiba mais

Bossa Teleco-Teco

No show inédito, a cantora e percussionista japonesa MAKO, radicada no Rio de Janeiro, acompanhada do violonista Carlos Chaves, apresenta um repertório de diversos compositores e compositoras no universo da BOSSA Teleco-Teco, um tipo de samba que nasceu entre batucadas em caixinhas de fósforos no Centro do Rio de Janeiro. MAKO revela que na música não existem fronteiras para os encontros. Durante a apresentação musical, ela mostra a grande influência da MPB e do samba na sua carreira musical, conversando com o público e despertando o interesse não só pelas canções, mas também por sua história pessoal intimamente ligada à música brasileira.

Data: 24/5
Horário: às 19h
Público-alvo: pessoas interessadas em música popular brasileira em geral, notadamente samba e bossa nova
Classificação indicativa: livre
Valor: R$40,00 (inteira) e R$20,00 (meia-entrada)
Local: Teatro

Saiba mais

Série Cordofones – Homenagem a Sérgio Abreu

Este recital da Série Cordofones é em homenagem a Sergio Abreu, luthier, violonista e arranjador carioca, figura marcante no cenário do violão clássico brasileiro com repercussão internacional.

O concerto é conduzido por Nicolas de Souza Barros que é doutor em música, professor titular da UNIRIO, especialista em cordofones dedilhados, como violões de 6, 7 e 8 cordas, alaúdes variados, guitarras barroca, renascentista e romântica, e tem intensa produção como solista e camerista. Desde 2001, é Diretor Artístico da Associação de Violão do Rio (AV-Rio).

Data: 27/5
Horário: às 17h
Público-alvo: músicos, amantes da música, interessados em música clássica e público em geral.
Classificação indicativa: livre
Valor: R$10,00 (inteira) e R$5,00 (meia-entrada)

Saiba mais

Desafios Musicais

Evento seriado de videoconcertos de música clássica, realizado por Saulo Sergio Chermont, que acontece há mais de uma década no cinema do Centro Cultural Justiça Federal, homenageando diversos musicistas cujas obras marcaram o cenário musical mundial. O repertório desta edição será relacionado ao russo, Tchaikovsky.

Data: 27/5
Horário: às 15h
Público-alvo: amantes de música clássica, músicos em geral, demais interessados em música e público em geral
Classificação indicativa: livre
Valor: R$50,00 (inteira) e R$25,00 (meia-entrada)
Local: Cinema

Saiba mais

DOCUMENTÁRIO

Tenho Fé

O documentário Tenho Fé, de Rian Córdova, acompanha a jornada de artistas que celebram os orixás e a ancestralidade em suas obras, para propor uma reflexão sobre o universo de culturas afro-diaspóricas e revelar a potência da presença afro-brasileira na criação artística do país. Os temas transitam entre o sagrado, o ancestral e vão de encontro à emergência cotidiana no combate ao racismo e à intolerância religiosa.

Datas: 5, 12, 19 e 26/5 (às sextas-feiras)
Horário: às 19h
Público-alvo: público em geral na faixa etária entre 18 e 35 anos
Classificação indicativa: livre
Valor: gratuito
Local: Cinema

Saiba mais

Eu Moro em Qualquer Lugar

Todo construído através de vozes femininas, o documentário apresenta a possibilidade de acessar os variados cenários que permeiam o cotidiano das mulheres em situação de rua, revelando questões complexas, específicas e conflituosas, vivenciadas por elas nesse contexto social. Através dos depoimentos de várias mulheres que vivem na rua e pessoas diretamente envolvidas com elas, podemos enxergar novas perspectivas de interpretação sobre suas experiências, conhecer seus enfrentamentos cotidianos e revelar os conflitos vivenciados por elas dada a complexidade da realidade que as mantém nesta condição.

Data: 24/5
Horário: 17h30
Público-alvo: pessoas ligadas à área de direitos humanos, com foco de interesse e trabalho na população de rua oriundos da esfera pública e privada e pessoas em situação de rua.
Classificação indicativa: livre
Valor: gratuito
Local: Cinema

Saiba mais

CINEDEBATE

Branquitude Brasileira

No documentário Branquitude Brasileira, o ator, professor e dramaturgo Deo Garcez, analisa os 200 anos da Independência do Brasil sob o viés do racismo. Os primeiros 100 anos são refletidos através da biografia e luta de Luiz Gama, líder abolicionista e advogado; e o segundo centenário, Deo nos faz refletir o Brasil através de sua própria luta e biografia. O ator nos revela um Brasil de cicatrizes profundas, o enraizamento do preconceito racial e poder dos brancos que confere e replica seus privilégios.

O debate subsequente à exibição do filme aborda questões de racismo sob o viés da branquitude e a historiografia nacional que em sua maioria é escrita por brancos e oficializa a nossa História.

Data: 13/5
Horário: às 16h e às 19h
Público-alvo: estudantes e professores de história da Rede Pública, estudantes e profissionais da área de cinema, pessoas ligadas a movimentos de luta antirracial e público em geral
Classificação indicativa: livre
Valor: gratuito
Local: Cinema
Link para ingressos:
Sessão de 16h
Sessão de 19h

Saiba mais

AULAS PRÁTICAS

Artes Corporais Chinesas para a Saúde e Vitalidade

Aulas regulares de artes corporais chinesas para a saúde e a vitalidade, com o objetivo de criar novos hábitos e, ao mesmo tempo, fortalecer o corpo como um todo, inclusive os órgãos internos, através da circulação do sopro, ou energia vital, com as práticas de Qigong e Lian Gong em 18 Terapias.

Data: às terças e quintas-feiras
Horário: das 12h às 13h
Público-alvo: adultos e pessoas da terceira idade
Professora: Fádua Gustin dedica-se ao estudo e ensino das artes corporais chinesas para a saúde desde 1991 (Lian Gong em 18 Terapias, Qigong para a saúde, Tai Chi Pai Lin, Taiji Quan) . É instrutora e árbitra autorizada de Lian Gong em 18 Terapias pela Shanghai Municipal Lian Gong Shi Ba Fa Association, República Popular da China.
Local: Sala de cursos
Valor: R$220,00 por mês
Inscrições: faduagustin@gmail.com

Saiba mais

EXPOSIÇÃO

Corpo de Delito

A mostra “Corpo de Delito” apresenta interseções, encontros, distinções e fusões dinâmicas entre ciência e arte. A coletiva reúne os artistas em torno deste diálogo e propõe um sensível olhar entre vida e morte, entre obras de arte contemporânea e o acervo do Museu de Cera do Instituto Médico-Legal Afrânio Peixoto e Centro Cultural da Polícia Civil, com esculturas de cera do médico e também artista Alberto Baldissara.

A exposição fez parte do regulamento do CCJF divulgado em 2020 para ocupação de espaço no ano de 2021. No entanto, por conta da pandemia de COVID-19 só pôde ser realizada este ano.

Curadoria: Rafael Mayer

Artistas participantes

Ana Biolchini
Antonio Bokel
Beanka Mariz
Dora Smék
Eric Collette
Liana Nigri
Mayer
Panmela Castro
Paul Setúbal
Rodrigo Pedrosa

Abertura: 6/5 (sábado) às 15h
Período de visitação: 6/5 a 18/6
Horário: de terça a domingo, das 11h às 19h.
Local: Galerias do 1º andar
Valor: gratuito
Classificação indicativa: 16 anos

Saiba mais

O Real Arde

O Real Arde é uma exposição coletiva, composta por 16 artistas de distintos lugares, que propõe um intercâmbio de experiências e diálogos visuais entre o espaço expositivo, a rua e o público, que se desdobra virtualmente, através de ações performáticas e de conversas no âmbito virtual.

A exposição fez parte do regulamento do CCJF divulgado em 2020 para ocupação de espaço no ano de 2021. No entanto, por conta da pandemia de COVID-19 só pôde ser realizada este ano.

Curadoria: Bia Petrus e Bernardo Bazani

Produção: Jacqueline Melo

Artistas participantes

Agrippina R. Manhattan
Ana B.
Andressa Boel
Arian Carvalho
Celson Honório
Dôda Paranhos
Everson Verdião
Fernanda Morais
Fernando Porto
Julia Saldanha
Luíza Donner
Marcel Alcantara
Marcelo Oliveira
Mayara Velozo
V.C
Vinícius Davi

Abertura: 6/5 (sábado) às 15h
Período de visitação: 6/5 a 18/6
Horário: de terça a domingo, das 11h às 19h.
Local: Galerias do 1º andar
Valor: gratuito
Classificação indicativa: livre

Saiba mais

TEATRO

A História é uma Istória

O espetáculo é uma comédia de Millôr Fernandes, autor que em 2023 completa o centenário de seu nascimento. Com direção de Ernesto Piccolo e com Bruno Ahmed, Bruno Suzano e Paula Barros no elenco, aborda a evolução do homem de forma divertida, crítica e reflexiva, questionando e revivendo a história mundial desde a pré-história por diversas perspectivas Provocativa e informal, a peça traz temas atemporais e ainda muito relevantes na atualidade, com muito sarcasmo e ironia

Datas: 5 a 27/5 (sextas e sábados)
Horário: às 19h
Público-alvo: artistas, gestores, alunos, professores, educadores e público em geral
Classificação indicativa: 12 anos
Valor: R$60,00 (inteira) e R$30,00 (meia-entrada) / Clube O Globo: 50% do valor da inteira e Lista Amiga e Promocional Flyer: 50% do valor da inteira
Ingressos: pelo Sympla
Local: Teatro

Saiba mais

A Noite do Antílope Dourado

A trama se desenrola na cela de um Manicômio Judiciário, mas poderia passar em qualquer lugar onde a imposição de ideias se faz presente.

Nesse Manicômio se encontra Jorge, um assassino cruel, homofóbico, emocionalmente desequilibrado, e para lá é levada Vera, um velho travesti suicida, que vive à margem de uma sociedade hipócrita e preconceituosa. Controlando esta cela, está um enfermeiro, que para este pequeno universo representa o poder maior. Abusivo e repressor, do alto de sua posição, este Enfermeiro arma um jogo entre Jorge e Vera com a finalidade de atingir os seus próprios objetivos, que é destruí-los.

Porém, essa cela não pode comportar três mentes tão perturbadas (Jorge, Vera e Enfermeiro) e o fim desse jogo é previsível: uma dessas peças é eliminada.

Período: 11, 18 e 25/5 (às quintas-feiras)
Horário: às 19h
Público-alvo: público em geral.
Classificação indicativa: 16 anos
Valor: R$40,00 (Inteira), R$20,00 (meia-entrada) e gratuito para ONGs (grupos) de formação de plateia
Local: Teatro

Saiba mais

CURSOS/OFICINAS

EMPREENDENDO COM GESTÃO CRIATIVA

Série de eventos presenciais relacionados à gestão cultural que acontecem no CCJF.

Professora: Sandra Pedroso
professora, contadora, produtora e gestora cultural, especialista na temática de Prestação de Contas e Elaboração de Projetos em vários segmentos culturais e sociais para diversas produtoras cinematográficas e artísticas.

– Certificado ao final do evento

Aula aberta com exibição de trechos de filmes, seguida de bate-papo com Rosane Carvalho e Sandra Pedroso.

Serão analisados e discutidos trechos de filmes com o objetivo de debater com Sandra Pedroso e Rosane Carvalho sobre a definição de público-alvo e estratégias para engajamento na gestão cultural.

Data: 11/5
Horário: das 17h às 19h
Carga horária: 2 horas
Público-alvo: empreendedores da economia criativa
Valor: gratuito
Local: Cinema
Inscrição: não será necessária

Saiba mais

Oficina “Por dentro do Acorda” seguida de concerto com o “Acorda! Coletivo Música”

O objetivo da oficina é analisar com os participantes o repertório a ser apresentado no concerto do mesmo dia, no CCJF. As músicas serão abordadas do ponto de vista das questões relativas à interpretação e também da composição, visto que algumas obras foram criadas para o grupo.

No concerto, misturando elementos da música de câmara e contemporânea às raízes da música popular, o Acorda! Coletivo de música faz sua estreia no CCJF apresentando o resultado de suas pesquisas sonoras e convidando o público a conhecer as engrenagens da produção de suas composições e arranjos em oficinas ministradas antes dos concertos.

Data: 20/5

OFICINA

Horário: das 11h às13h
Carga horária: 2 horas
Público-alvo: alunos de composição, arranjo e instrumentos de cordas friccionadas (violino, viola, violoncelo e Contrabaixo) a partir dos 14 anos
Classificação indicativa: 14 anos
Valor: gratuita
Local: Sala de Cursos
Inscrições: clique aqui

Certificado ao final da oficina.

CONCERTO

Horário: das 15h às16h
Público-alvo: público em geral, adultos e jovens de todas as idades
Classificação indicativa: livre
Valor: R$30,00 (inteira) e R$15,00 (meia-entrada)
Local: Teatro

Saiba mais

LEITURA DRAMATIZADA

Ciclodrama – Ato Único (Ano II)

Ciclo de leituras dramatizadas, sem ensaio, realizados de forma periódica. O ponto diferencial é a sua dinâmica: serão lidos apenas textos de um ato e, além de atores e diretores da equipe organizadora, serão convidados a participar: quem o desejar, artistas e público voluntário que estiver na plateia, seguindo a máxima pedagógica que “teatro se aprende fazendo”.

Período: às terças-feiras, até 30/5
Horário: das 18h às 20h
Público-alvo: artistas, atores, estudantes de ensino médio e universitário, interessados em artes e frequentadores do CCJF
Classificação Indicativa: 12 anos
Valor: gratuito
Local: Teatro e Sala de Sessões

Programação:

2/5

Roteiros e Coletâneas (2022)
De: Junior Vieira
Diretora: Jussilene Santana (Grupo No Ato)

9/5

O Que Fazer com o Violoncello (1990)
De: Matéi Visniec
Tradução: Alexandre David
Diretor: Alexandre David (Convidado)

16/5

Conto: Um Especialista (1904)
De: Lima Barreto
Diretor: João Batista (Convidado)

23/5

Os Três Médicos (1844)
De: Martins Penna
Diretor: Sávio Moll (Convidado)

30/5

Cinco Vezes Pinter (Esquetes / Anos diversos)
De: Harold Pinter
Tradução: Isio Ghelman
Diretora: Sílvia Monte (Grupo No Ato)

Saiba mais

VISITA ORIENTADA

Visita orientada ao CCJF – Da Justiça à Arte

A visita conta a história do prédio, desde sua construção até os dias atuais. Projetado pelo arquiteto Adolpho Morales de Los Rios para ser originalmente o Palácio Arquiepiscopal, o edifício – exemplar da arquitetura eclética – abrigou o Supremo Tribunal Federal de 1909 a 1960. Atualmente, é um dos poucos remanescentes da reformulação da cidade do Rio de Janeiro ocorrida no início do século XX.

Data: a ser agendada pelo endereço visitas.ccjf@trf2.jus.br
Horário: a combinar
Público-alvo: público em geral
Valor: Gratuito
Local: Presencial no CCJF ou pelo Zoom do CCJF

 

*Fonte: CCJF

O NABALANCANF APENAS REPOSTA A NOTÍCIA QUE SE FEZ PÚBLICA SEM TECER QUALQUER COMENTÁRIO A RESPEITO DA MATÉRIA OU SE RESPONSABILIZAR PELA MESMA. TEM O CUNHO MERAMENTE INFORMATIVO.
Fonte
TRF2

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

3 − 2 =

Especialista

Olá! você têm alguma dúvida?