A JE Mora ao Lado: Fernanda Souza se orgulha de administrar prédio na época das eleições

Fernanda Souza, de Quissamã (RJ), é a primeira a chegar e a última a sair do prédio que administra no período das eleições

Nascida e criada no município de Quissamã (RJ), localizado no norte do estado e cercado de  praias, restingas, lagoas e de muita história, Fernanda Souza é médica, tem 47 anos e é casada. Durante as eleições, ela é a responsável por administrar um prédio cedido à Justiça Eleitoral, uma função de relevo para o êxito do pleito. Ela informa que, em dia de eleições, é a primeira a chegar e a última a sair do edifício, que funciona como local de votação.

Veja a entrevista no canal do TSE no YouTube. 

Fernanda nos conta que, na função de administradora, cabe a ela fiscalizar as dependências do prédio para que tudo funcione como previsto durante as eleições: desde a organização da fila de votação, o esclarecimento de dúvidas de eleitoras e eleitores, até a orientação sobre as seções eleitorais.

Orgulho por colaborar com a Justiça Eleitoral

Orgulhosa da função que desempenha como colaboradora da Justiça Eleitoral, Fernanda Souza explica que sua profissão contribui muito para a função de administradora do prédio durante as eleições, porque “lidar com pessoas requer trato e uma abordagem especial para cada indivíduo”, destacando que qualquer médico necessita ter esses atributos.

“Acabamos criando um vínculo, uma memória afetiva [com as eleitoras e eleitores] e, como só os vemos no período de eleição, guardamos muito carinho por cada um deles”, diz a médica.

Sobre a terra em que nasceu, Fernanda informa que Quissamã atrai muitos visitantes, devido aos seus casarões antigos, construídos no tempo da escravidão. A médica ressalta que o município possui exemplares frondosos de baobás, que chegaram ao Brasil por meio de navios negreiros.

Série Mesários

Esta história faz parte da série Mesários – A Justiça Eleitoral Mora ao Lado. Os textos estão sendo publicados desde fevereiro de 2022, mês em que a Justiça Eleitoral comemorou 90 anos. A ideia é mostrar que a atuação para garantir o processo democrático por meio das eleições só é possível graças às mesárias e aos mesários que participam ativamente do processo eleitoral em todo o país.

DR/EM, DM

O NABALANCANF APENAS REPOSTA A NOTÍCIA QUE SE FEZ PÚBLICA SEM TECER QUALQUER COMENTÁRIO A RESPEITO DA MATÉRIA OU SE RESPONSABILIZAR PELA MESMA. TEM O CUNHO MERAMENTE INFORMATIVO.
Fonte
TSE

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

9 + 10 =

Especialista

Olá! você têm alguma dúvida?