A JE Mora ao Lado: cuidado com os eleitores norteia as atribuições do mesário, diz professora

Márcia Rodrigues afirma que trabalhar nas eleições é um acontecimento cívico e aguardado a cada período

“Decidi ser mesária, inicialmente, para ajudar nas folgas de trabalho. No entanto, eu fui pegando gosto e vendo como eu poderia auxiliar as pessoas e participar desse processo [eleitoral], que é muito importante para a sociedade”. Há mais de 20 anos atuando como mesária, a professora Márcia Rodrigues afirma que atuar nas eleições se tornou um acontecimento cívico, aguardado ansiosamente por ela a cada dois anos.

Márcia tem duas filhas e duas netas, além de um gatinho, e o cuidado com o próximo é, segundo ela, lema de vida. A paranaense de nascimento vive há anos na cidade paulista de Mineiros do Tietê, onde colabora com a Justiça Eleitoral. Ela observa que, em razão da atuação em sala de aula, tem como durante o pleito eleitoral orientar e apoiar as eleitoras e os eleitores, principalmente os mais idosos, a estarem ali, a cada biênio, para exercer a cidadania, mesmo não tendo a obrigação de votar.

“Meu objetivo [como mesária] é contribuir para a festa democrática. Ali encontramos pessoas. É um momento gratificante, de interação com a sociedade. Na seção onde atuo, tem muitos idosos, e vejo que eles têm muita dificuldade, principalmente com a digital e com a manipulação da urna eletrônica. Eu me sinto muito orgulhosa por poder ajudá-los no momento da votação, deixando eles mais tranquilos para que cumpram o objetivo principal, que é o de votar”, destaca.

Veja a entrevista no canal do TSE no YouTube.

Importância da capacitação do mesário

Mais de 1,8 milhão de pessoas atuaram como mesárias e mesários nas Eleições 2022. Tanto no primeiro quanto no segundo turno, todos tiveram a oportunidade de se capacitar para melhor atender o eleitorado, com orientações específicas sobre o pleito.

“A nossa missão ali é no sentido de garantir que todos possam votar e que saiam satisfeitos, e que possamos orientar da melhor forma possível, conversando, tranquilizando, fazendo as perguntas que ajudem a orientar, preocupados em nunca interferir na escolha soberana da pessoa, agindo sempre de forma imparcial”, completa a mesária e professora.

Série Mesários

Esta história faz parte da série Mesários – A Justiça Eleitoral Mora ao Lado. Os textos estão sendo publicados desde fevereiro de 2022, mês e ano em que a Justiça Eleitoral comemorou 90 anos. A ideia é mostrar que a atuação para garantir o processo democrático por meio das eleições só é possível graças às mesárias e aos mesários que participam ativamente do processo eleitoral em todo o país.

TP/LC, DM

O NABALANCANF APENAS REPOSTA A NOTÍCIA QUE SE FEZ PÚBLICA SEM TECER QUALQUER COMENTÁRIO A RESPEITO DA MATÉRIA OU SE RESPONSABILIZAR PELA MESMA. TEM O CUNHO MERAMENTE INFORMATIVO.
Fonte
TSE

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

12 − 8 =

Especialista

Olá! você têm alguma dúvida?