Notícias

Justiça do Rio suspende licitação para a coleta de lixo em Itaperuna

Empresa contratada foi pivô do impeachment do ex-prefeito de Itaguaí Carlo Busatto Júnior, o Charlinho

A Justiça suspendeu a concorrência para contratação da nova empresa que vai prestar serviço de coleta de lixo em Itaperuna, no Noroeste Fluminense, informa a jornalista Berenice Seara, em sua coluna no Extra Online.

A Prefeitura chegou a anunciar a conclusão do processo. Mas a antiga prestadora do serviço denunciou à Justiça que faltava à Plural Serviços Técnicos, vencedora da licitação, uma autorização ambiental.

Por pelo menos cinco anos, Itaperuna teve o serviço de coleta de lixo prestado pela empresa JLM sob o regime de contratação emergencial.

O caso virou alvo do Ministério Público para apuração de irregularidades vinculadas ao ex-prefeito Dr. Marcos Vinicius (PDT), afastado do cargo após tentativas de obstruir as investigações.

A Plural é a mesma empresa que foi pivô do impeachment do ex-prefeito de Itaguaí Carlo Busatto Júnior, o Charlinho, e seu vice, o Abelardinho.

Charlinho foi acusado de irregularidades e favorecimento no contrato, assinado, sem licitação, em novembro de 2018.

Em nota, a Prefeitura de Itaperuna informou que, “uma vez intimidada no último dia 13, protocolou junto ao tribunal esclarecimentos a cerca da licitação e um pedido de reconsideração da decisão por entender que ela não contemplou todos os fatos jurídicos ocorridos no certame.

O município está tomando outras providências judiciais em face das irregularidades cometidas pela empresa JLM, atual Capital Ambiental.

Enquanto isso, a prefeitura segue tomando as medidas necessárias para atender a população.”

Fonte
JORNAL TERCEIRA VIA
Mostrar mais

Artigos relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

catorze − 2 =

Botão Voltar ao topo